Foto

Mandioca, milho e cana-de-açúcar: cápsulas de café da Delta dizem adeus ao plástico

A Delta Q anunciou o lançamento de cápsulas de café 100% biodegradáveis, sem plásticos, que devem chegar ao mercado já no início do segundo semestre.

Numa altura em que o problema do plástico atrai cada vez mais a atenção da sociedade, a Delta Q apresentou uma nova cápsula de café com “0% plásticos, 0% microplásticos e 0% alumínio”. Feitas à base de cana-de-açúcar, mandioca e milho, um composto chamado BioPBS, foram desenvolvidas no Centro de Inovação do Grupo Nabeiro, “em conjunto com parceiros externos e centros de investigação nacionais”, pode ler-se em comunicado da Delta enviado ao P3. A ideia de cápsulas sem plástico não é nova, mas a iniciativa é a primeira em Portugal.

Estas cápsulas vão começar a ser utilizadas no segundo semestre do ano. Por ser totalmente biodegradável, o produto terá uma validade de apenas 90 dias. Os cafés embalados nesta cápsula vão cumprir a tripla certificação de sustentabilidade (conservação da biodiversidade, agricultura sustentável e produção biológica) e as embalagens em cartão do produto vão ser amigas do ambiente — totalmente recicláveis e impressas com tintas biológicas.

O lançamento das novas cápsulas foi feito no âmbito da apresentação da estratégia de sustentabilidade do grupo Nabeiro, esta quarta-feira, em Lisboa, que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa.