Soldado foi transferido para hospital em Lisboa

Recruta de 23 anos está nos cuidados intensivos de nível 3 do Curry cabral.Sentiu-se mal a 300 metros de terminar prova

O soldado de 23 anos que sofreu um golpe de calor durante uma prova de nove quilómetros, em Santa Margarida, foi ontem internado na Unidade dos Cuidados Intensivos de nível 3 (o menos grave) do Hospital Curry Cabral, em Lisboa.

Segundo a porta-voz do Estado-Maior do Exército (EME), major Elisabete Silva, a transferência do militar, que se sentiu mal a 300 metros de terminar a prova, ocorreu depois das análises realizadas durante a manhã terem mostrado "um agravamento da sua situação".

A major Elisabete Silva garantiu que os outros militares que participaram no mesmo percurso, ontem à tarde, "estão perfeitamente bem". "Era um exercício normal que todos nós militares fazemos." A prova está inserida num curso de formação de seis semanas para promover os soldados a cabo. "Esta semana é a última do curso. É a semana de consolidação de todas as capacidades e conhecimentos adquiridos durante a formação", frisou.

O exercício consistia num "percurso topográfico" de nove quilómetros, que os participantes têm de cumprir num determinado intervalo de tempo, para não reprovarem. "Eles próprios gerem o seu esforço físico", entre os tempos de marcha e de corrida. Ao longo do percurso, estavam colocados três pontos de apoio com água, para o caso de os participantes necessitarem de assistência. A hidratação estava "garantida", disse a oficial. A temperatura máxima na zona do Campo Militar de Santa Margarida, no distrito de Santarém, situou-se anteontem entre os 33 graus Celsius e os 34,3 graus Celsius, segundo os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Esses máximos foram atingidos entre as 16h e as 18h. O soldado sentiu-se mal perto das 17h.