João Ferreira recusa campanha de “questiúnculas” e quer debater consequências da Europa em Portugal

Candidato da CDU faz questão de se distanciar das críticas pessoais em que se têm envolvido o PS, PSD e CDS.

Foto
LUSA/NUNO VEIGA

O candidato da CDU tentou hoje desenhar uma linha que o separa do resto dos cabeça de lista dos outros partidos, sobretudo do PS, PSD e CDS na estratégia adoptada para a campanha eleitoral. João Ferreira fez mesmo questão de parar a meio a arruada que estava a fazer no centro histórico de Évora apenas para falar sobre o assunto.

“A CDU está a fazer um esforço por trazer ao centro da campanha aquilo que são para nós grandes questões nacionais e a relação que têm com decisões que foram tomadas ou se prevê que venham a ser tomadas no Parlamento Europeu”, afirmou João Oliveira, que garantiu ser esse o “empenho” da coligação que junta PCP, PEV e Intervenção Democrática.

“Não contam connosco para desviar esta campanha disto, que nos parece ser o essencial, para questões ou questiúnculas acessórias, para fulanizações, para apreciações mais ou menos depreciativas sobre este ou aquele candidato”, vincou o candidato.

Que tinha, no entanto, outro ponto onde chegar: “Estamos particularmente à vontade para o fazer porque estamos à vontade para prestar contas e também para dizer o que queremos ir para lá fazer.”

João Ferreira diz mesmo perceber o “embaraço de outros por dificuldade de se distinguirem no esencial”, daí que tenham “que ir buscar o acessório”.

Questionado sobre quem estava exactamente a falar, o comunista desafiou a que se faça uma “pergunta embaraçosa” a candidatos do PS, PSD ou CDS sobre que medidas “verdadeiramente importantes não votaram ao lado uns dos outros”.

“Talvez se surpreendam com a resposta. Mas é a resposta que explica que esta campanha esteja a ser desviada, por esses partidos, para questiúnculas, fulanizações, e até ataques pessoais em alguns casos.”

Falando aos jornalistas a meio da arruada que fez ao final da tarde entre o largo da Sé de Évora e a a zona da Praça do Giraldo, João Ferreira foi surpreendido pela notícia do acidente em que estiveram envolvidos Santana Lopes e Paulo Sande e desejou que tenham uma “recuperação pronta”.