No Ponto: pinhas doces, Montemor-o-Velho

Umas apetitosas pinhas doces inspiradas pelas verdadeiras pinhas.

Foto

A forma foi criada a partir de pinhas reais e o resultado é, de facto, soberbo. As pinhas doces ficam com uma aparência muito original e bonita.

O doce nasceu em 2008, na Associação Fernão Mendes Pinto, em Montemor-o-Velho, para ajudar a dinamizar novos postos de trabalho na região.

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
Fotogaleria

Com isso, criaram uma apetitosa especialidade doceira. Não é demais realçar que o processo de confecção é muito interessante e particularmente diferente devido às formas usadas.

Por fora, temos uma massa de bolacha. Por dentro, o recheio consiste num doce de ovos, à base, claro, de calda de açúcar. Uma maravilha.

A Doçaria Portuguesa
Cristina Castro criou o projecto No Ponto para registar e dar a conhecer os doces do país. Tem vindo a publicar a colecção A Doçaria Portuguesa, “os mais completos livros sobre a história e actualidade dos doces de Portugal”. A investigação para este trabalho levou a autora a viajar por todos os concelhos em busca de especialidades doceiras. A partir da oportunidade de ver como se faz, de falar com quem produz, de conhecer vidas, histórias e tradições associadas à doçaria, surgiram os vídeos que desvendam um pouco de cada doce. Regularmente, a Fugas revela um vídeo novo sobre um doce diferente.