Olimpíada da Ciência da União Europeia juntou 150 “pequenos génios” em Almada

Estudantes de 24 países europeus foram cientistas por alguns dias na Olimpíada da Ciência da União Europeia. Os alunos portugueses ganharam duas medalhas de prata e duas de bronze.

Fotogaleria
Como era o país anfitrião, Portugal teve quatro equipas na EUSO. Os restantes países tiveram duas equipas Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Foi a primeira vez que uma EUSO se realizou em Portugal Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Ao todo, houve estudantes de 24 países da Europa Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Uma equipa da Alemanha ganhou a medalha de ouro do primeiro lugar Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Os alunos tinham quatro horas para completar as duas provas Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
António Martins, um dos alunos participantes Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Para os alunos, a dificuldade das provas foi um dos aspectos mais desafiantes da EUSO Nuno Ferreira Santos

Durante esta semana, os laboratórios da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT-UNL) foram invadidos por “pequenos génios”. Num deles está Diogo Heleno ao microscópio. O aluno de 16 anos do Agrupamento de Escolas da Marinha Grande Poente observa uma câmara de contagem de células. Ao seu redor, outros dois alunos portugueses preparam soluções e observam o movimento de uma mola. Na sua bancada está a bandeira portuguesa, mas noutras – repletas de adolescente de bata branca – vêem-se as insígnias de outros países europeus. Afinal, num silêncio apenas corrompido pela troca de ideias, decorre a 17.ª edição da EUSO – Olimpíada da Ciência da União Europeia.