Homem com 31 cães é acusado de maus-tratos a animais

Indivíduo mantinha 31 cães num canil improvisado em Torre de Moncorvo, sem qualquer tipo de condições. O homem foi sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

O homem será presente a tribunal em Torre de Moncorvo
Foto
O homem será presente a tribunal em Torre de Moncorvo Joana Bourgard/arquivo

Um homem de 61 anos foi esta sexta-feira identificado e constituído arguido pela GNR de Bragança pelo crime de maus-tratos a animais, em Torre de Moncorvo. Em comunicado, a GNR detalha que na sequência de uma acção de fiscalização das condições de habitabilidade de animais de companhia, os militares se depararam com a presença de 31 cães num canil improvisado, propriedade do indivíduo, sem qualquer tipo de condições.

No local, os guardas constataram ainda que os animais eram ali mantidos sem alimento e sem água limpa, estando a superfície coberta de dejectos.

Desta acção resultou também o levantamento de 106 autos de notícia por contra-ordenação devido à falta de registos, de microchips e boletins de vacinas.

O proprietário do canil foi constituído arguido e sujeito à medida de coacção de termo de identidade e residência, tendo os factos sido remetidos para o Tribunal Judicial de Torre de Moncorvo.