Pequenas impressões do grande mundo Boogarins

Sombrou Dúvida é o som de uma banda a absorver os últimos dois anos da sua interminável viagem e a transformá-los em canção. Jogaram ideias no ar e, utilizando o estúdio como instrumento, descobriram novos mundos no seu universo.

Foto
dr

O carro em que Benke Ferraz viaja embrenha-se no interior do estado de Minas Gerais. O guitarrista viaja para mais um concerto dos Boogarins. É isso que mais faz a banda de Goiânia. Viajar para concertos, viajar muito, viajar sempre. É isso que faz também a sua música. Viajar, viajar muito, procurar novos territórios, novas sensações, novos espaços para se expandir. Existem discos e os discos são os pontos de paragem que nos mostram onde pára a viagem em cada momento – o felicíssimo primeiro encontro deu-se em 2013, com As Plantas Que Curam, chegou depois Manual, em 2015, dois anos depois Lá Vem a Morte. Agora, é tempo de acolher o impecavelmente intitulado Sombrou Dúvida, que sai para o mundo esta sexta-feira. “Pequenas impressões do mundo”, define-o da forma mais lata possível o guitarrista. É o destilar, em som e palavra, dos últimos dois anos da interminável viagem dos Boogarins.

Sugerir correcção
Comentar