Blue Origin de Jeff Bezos revela a nave que vai fazer viagens comerciais até à Lua

Depois da SpaceX de Elon Musk, Jeff Bezos apresenta uma nave espacial da Blue Origin. Para o empresário multimilionário as viagens comerciais à Lua já “estão perto”.

Fotogaleria
"É altura de regressar à Lua e desta vez para ficar", disse Jeff Bezos depois de levantar o pano que cobria a nave Blue Moon CLODAGH KILCOYNE/Reuters
Fotogaleria
O motor BE-7, que será incorporado num dos próximos foguetões da Blue Origin, o New Glenn CLODAGH KILCOYNE/Reuters
Fotogaleria
"Está perto" é um dos lemas da empresa de Jeff Bezos, que ambiciona ir à Lua CLODAGH KILCOYNE/Reuters
Fotogaleria
A nave Blue Moon CLODAGH KILCOYNE/Reuters

O director-executivo da Amazon, Jeff Bezos, anunciou esta sexta-feira em Washington (EUA), que a empresa aeroespacial que detém, a Blue Origin, vai conseguir efectuar voos comerciais até à Lua a partir de 2024. No anúncio, o empresário milionário apresentou a Blue Moon, uma nave não tripulada que espera que aterre, nos próximos cinco anos, já numa base lunar norte-americana da NASA.

O projecto de desenvolvimento do veículo não tripulado, que poderá transportar cargas até 6,5 toneladas nas futuras missões no espaço, já arrancou há três anos e está em sintonia com a estratégia da actual Administração norte-americana em capitalizar missões espaciais. A 26 de Março, o vice-Presidente Mike Pence anunciou que os planos da NASA passam por construir uma plataforma espacial na órbita lunar e colocar astronautas norte-americanos no pólo Sul da Lua até 2024, quatro anos antes do primeiro plano anunciado pela Administração de Donald Trump, explica a agência Reuters.

Este projecto, chegou a dizer Mike Pence, é para concluir no prazo estipulado usando “todos os meios necessários”. “Adoro isto”, disse Bezos que, com a Blue Origin, está disposto a ajudar a cumprir as metas norte-americanas e da NASA.

“Recebemos um presente – este satélite próximo da Terra chamado Lua”, afirmou ainda Jeff Bezos depois de explicar que a baixa gravidade e o gelo lá existente são factores positivos para serem planeadas viagens à Lua. A actual pessoa mais rica do mundo, acrescentou esta é também também uma oportunidade de “partilhar uma visão de ir ao espaço para trazer benefícios para a Terra”. 

Outra ideia de Bezos, que também detém o jornal The Washington Post, é criar uma colónia espacial para seres humanos, “uma espécie de Maui [ilha do Havai] nos seus melhores dias, durante todo o ano”. “Sem chuva nem terramotos. As pessoas vão querer viver lá”, explicou entre risos.

A Blue Origin tem estado a desenvolver o foguetão New Shepard, destinado a viagens espaciais curtas para turismo, e ainda o foguetão New Glenn, de maior porte, para lançar satélites. Este segundo foguetão vai receber um novo motor, também apresentado esta sexta-feira, o BE-7. 

Em Abril deste ano, a SpaceX, propriedade de Elon Musk, director-executivo da Tesla, lançou a sua primeira missão comercial para o espaço. No foguetão Falcon Heavy, composto por três foguetes Falcon 9, foram transportados satélites de comunicação da empresa de telecomunicações Arabsat, com sede na Arábia Saudita. Elon Musk também já projectou como é que a sua empresa pode levar humanos a Marte.