Diamantino, de Gabriel Abrantes, começa este mês a sua carreira nos EUA

Filme vai estar em várias cidades norte-americanas por curtos períodos.

,Semana Internacional dos Críticos
Foto
"Diamantino", de Gabriel Abrantes DR

O filme Diamantino, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, está prestes a começar uma vida norte-americana. Entre 24 de Maio e o início de Julho, a comédia de fantasia sobre o maior futebolista do mundo estará em várias salas pelo país, na mesma altura em que o realizador volta ao Festival de Cannes, onde foi distinguido, há um ano, com Grande Prémio da Semana da Crítica.

Diamantino é nada menos (e tão mais) do que o filme de que o mundo precisa agora”, escreveu o crítico David Ehrlich, do site IndieWire, ao anunciar há dias a revelação do trailer americano do filme de Gabriel Abrantes. Descrito como um “demente conto de fadas do século XXI”, o filme estreia-se no circuito comercial art-house norte-americano em Nova Iorque, na sala Metrograph, onde estará até dia 30 de Maio.

Daí segue para os BAM Rose Cinemas, em Brooklyn, de 31 de Maio a 6 de Junho, datas em que estará em simultâneo em Miami. Prolongará a sua estadia na costa leste entre 14 e 20 de Junho em Chicago, viajando por apenas dois dias (14 e 15 de Junho) até Columbus, no estado de Ohio.

Seguem-se datas na costa oeste, entre São Francisco, Los Angeles, Berkeley e Seattle (até 25 de Julho). O filme é distribuído pela Kino Lorber e poderão ser acrescentadas mais datas a esta carreira. Diamantino, continua o crítico do IndieWire, “será a contra-programação perfeita para o fluxo constante de blockbusters dos estúdios no Verão”.

O filme recebeu o Grande Prémio da Semana da Crítica do Festival de Cannes em 2018 e está ainda em exibição no Porto, no Cinema Trindade. Estreou-se nas salas portuguesas a 4 de Abril e até 1 de Maio foi visto por cerca de 10.800 espectadores. Nos EUA, foi já premiado no Philadelphia Film Festival e no Portland International Film Festival. 

Sugerir correcção