“Andar a trocar mortos”? O debate sobre os cemitérios está aberto

Os cemitérios dos Prazeres em Lisboa ou de Agramonte no Porto devem ser ‘reordenados’? Fará sentido trasladar personalidades de um cemitério para outro onde lhes seja dado mais destaque?

Fotogaleria
Cemitério dos Prazeres em Lisboa Rui Gaudencio / PUBLICO
Fotogaleria
Cemitério de Agramonte no Porto Adriano Miranda
Cemitério dos Prazeres
Fotogaleria
Cemitério do Alto de São João em Lisboa Daniel Rocha
Fotogaleria
Cemitério do Prado do Repouso no Porto FERNANDO VELUDO / NFACTOS

Fará sentido trasladar personalidades de um cemitério para outro onde lhes seja dado mais destaque? O Cemitério dos Prazeres, em Lisboa, ou o de Agramonte, no Porto, devem ser vistos como uma espécie de museu em actualização ou o resultado de uma época histórica? Historiadores ouvidos pelo PÚBLICO admitem que trasladações em bloco não serão a melhor forma de valorizar o património do cemitério nem a memória dos mortos ilustres que lá estão.