Contra regras da ONU, Portugal deteve 74 crianças nas fronteiras

Das 74 crianças detidas pelo SEF em 2018, 51 estavam acompanhadas por adultos e 23 estavam sozinhas, revelam dados de relatório anual sobre refugiados. Parlamento Europeu quer que todos os Estados-membros proíbam esta prática. IGAI recomenda ao SEF que se fixem critérios para avaliar riscos de instalação de menores no CIT.

A camarata onde ficam instalados os requerentes de asilo no CIT do Aeroporto de Lisboa - as crianças dormem com as mães ao lado das outras mulheres
Foto
A camarata onde ficam instalados os requerentes de asilo no CIT do Aeroporto de Lisboa - as crianças dormem com as mães ao lado das outras mulheres Ricardo Mussa

Os períodos de detenção diminuíram. Mas, mesmo assim, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) continua a deter dezenas de crianças migrantes, uma prática “preocupante à luz dos standards internacionais que proíbem qualquer detenção de crianças pela imigração”, escreve o Centro Português de Refugiados (CPR) no relatório anual The Asylum Information Database (AIDA), gerido pelo European Council on Refugees and Exiles (ECRE).