Vox celebra “despertar da alma adormecida de Espanha” em Madrid

A Praça Colón foi palco de uma fervorosa exaltação patriótica e de condenação dos “traidores da nação” encenada pelo partido de extrema-direita que ameaça ter 15% nestas eleições espanholas.

Foto
Santiago Abascal, o líder do Vox Adriano Miranda/PÚBLICO

“Que linda recordação, não achas?”, perguntou ao PÚBLICO um adolescente sorridente, sozinho no meio da multidão, enquanto apanhava do chão um panfleto com o símbolo do Vox, lançado segundos antes sobre as cabeças dos que esperavam ansiosamente a intervenção do líder do partido. Um olhar mais atento ao conteúdo do papel, porém, fê-lo largá-lo quase de imediato e soltar dois ou três palavrões.