Nuno Ferreira Santos
Foto
Nuno Ferreira Santos

Megafone

Ser Voluntário… na Associação de Protecção e Apoio ao Condenado

Queres fazer voluntariado mas não sabes por onde como começar? A rubrica Ser Voluntário dá uma ajuda.

Segundo o Inquérito Piloto ao Trabalho Voluntário, realizado em 2012, cerca de 12% da população residente com 15 ou mais anos tinha feito nesse ano voluntariado ou participado em acções de voluntariado. Um número, contudo, abaixo da média da União Europeia, que se situava nos 24%. Cada vez mais pessoas querem começar a realizar voluntariado regularmente, mas a questão muitas vezes colocada é: Por onde começar? Nós damos uma ajudinha.

Área Geográfica: Lisboa e Alcoentre
Tema: Reinserção Social

A Associação de Protecção e Apoio ao Condenado (APAC) é uma organização sem fins lucrativos que procura contribuir para a humanização e eficácia do sistema prisional português. A missão desta associação passa por disseminar e implementar novas abordagens que transformem as vidas de todos os reclusos, fornecendo-lhes as ferramentas e estímulos necessários para a sua efectiva reinserção, promovendo uma sociedade mais coesa e segura, bem como uma maior eficiência para todo o sistema.

A metodologia APAC foi desenvolvida no Brasil há mais de 45 anos e surge como um processo de valorização humana, baseada em diversos pilares que fornecem à pessoa reclusa as condições necessárias à recuperação e reintegração na sociedade (prevenção especial positiva).

Além de uma forte actuação de advocacy, com o objectivo de promover uma maior consciencialização sobre o sistema prisional, tornar pública e legível a informação sobre este sistema e dar a conhecer projectos e histórias de sucesso inspiradoras — através, por exemplo, de campanhas de comunicação e promoção de eventos públicos —, a APAC tem um conjunto de programas. Entre estes destacamos o RHI, que visa trabalhar competências comportamentais interpessoais, e a influência do “eu” e das emoções nas relações e o Free Works, que procura promover a redução da reincidência criminal através da capacitação profissional e do acompanhamento dos participantes nos primeiros momentos de empregabilidade.

Qual o impacto da APAC?
Até ao momento, a APAC já esteve presente em três estabelecimentos prisionais, com sete programas implementados. Formou mais de 20 voluntários e apoiou mais de 80 participantes, com uma taxa de avaliação geral das sessões de 5,5 (numa escala de 1 a 6).

Como posso ajudar?

  • Comunicação & Design;
  • Angariação de Fundos;
  • Organização de Eventos;
  • Acompanhamento a familiares e pessoas que saíram em liberdade.

As vagas são limitadas pela tecnicidade e compromisso que são exigidos aos voluntários.

O que precisam de mim?
Disponibilidade regular, com preferência durante a semana e em horário laboral, para integração das várias equipas da APAC.