Primeiro medicamento à base de cannabis deve chegar às prateleiras em Maio

Será o primeiro medicamento do género a ser comercializado em Portugal. Empresa britânica chegou a acordo com o Infarmed.

Foto
LUSA/ROBIN VAN LONKHUIJSEN

O primeiro medicamento à base de cannabis em Portugal deve começar a ser comercializado em meados de Maio. Trata-se do Sativex, que até já tinha recebido autorização de introdução no mercado, mas nunca chegou a ser comercializado, embora pudesse ser pedido através de uma autorização especial. A empresa britânica que o detém fez o pedido de comercialização, chegou a acordo sobre preços com o Infarmed e foi assinado o contrato já em Abril, avançou a presidente do Infarmed, Maria do Céu Carvalho.

Para além do Sativex, a responsável garante que o Infarmed não tem mais nenhum pedido pendente, “nem relativamente a medicamentos nem relativamente a substância ou preparações”. Assim que chegar algum pedido, esclareceu, será avaliado “como qualquer outro medicamento”.

Para além da Tilray, a Sabores Púrpura, a RPK Biopharma e a Terra Verde obtiveram igualmente autorização do Infarmed para a plantação de cannabis. No entanto, apenas a empresa canadiana tem autorização para fazer transformação do produto, esclareceu Maria do Céu Carvalho, acrescentando que, das quatro autorizações para plantar, apenas duas já estão em actividade. O organismo recebeu ainda seis pedidos de licença para plantar e teve reuniões com mais 14 entidades interessadas.