Portugal assegura a primeira medalha em Mundiais de ténis de mesa

Tiago Apolónia e João Monteiro beneficiaram da desistência dos alemães Timo Boll e Patrick Franziska, vice-campeões do mundo em 2018.

Tiago Apolónia foi eliminado nos singulares, mas continua em prova nos pares.
Foto
Tiago Apolónia foi eliminado nos singulares, mas continua em prova nos pares. LUSA/JULIEN WARNAND

Tiago Apolónia e João Monteiro asseguraram, nesta quinta-feira, a primeira medalha de sempre de Portugal em Mundiais de ténis de mesa, com a passagem às meias-finais da competição de pares, que decorre em Budapeste.

Com a chegada às “meias”, Apolónia - que já tinha sido eliminado nos singulares - e Monteiro vão conquistar, no mínimo, o bronze do torneio de pares, uma vez que não existe encontro para atribuição do terceiro lugar (terceiro e quarto recebem bronze).

Apolónia, 54.º do ranking mundial, e Monteiro, 173.º da hierarquia, beneficiaram da desistência dos alemães Timo Boll e Patrick Franziska, vice-campeões do mundo em 2018.

A dupla portuguesa vai disputar uma vaga na final da competição frente ao vencedor do embate entre a dupla formada pelo romeno Ovidiu Ionescu e pelo espanhol Alvaro Robles diante dos suecos Mattias Alck e Kristian Karlsson.