No Ponto: Cartuchos de amêndoa de Cernache do Bonjardim

São pincelados com claras de ovos e cobertos de amêndoa aos pedacinhos. Vão ao forno e são recheados com doce de ovos. A receita era de uma senhora idosa.

Foto

Quem conhece as chamadas cornucópias doces, de Alcobaça, ou outros doces muito parecidos, poderá tomar os cartuchos de amêndoa que se fazem em Cernache do Bonjardim, concelho de Sertã, como mais um doce igual. No entanto, as suas diferenças merecem que façamos as devidas distinções.

Os cartuchos de amêndoa são pincelados com claras de ovos e cobertos de amêndoa aos pedacinhos. Depois, os cartuchos vão ao forno, em vez de serem fritos. Por fim, recheia-se com doce de ovos, previamente preparado com amêndoa ralada.

PÚBLICO -
PÚBLICO -
PÚBLICO -
Fotogaleria

Silvina Ladeiras aprendeu a receita há muitos anos com uma senhora idosa, que por sua vez aprendera com uma outra senhora da terra. Seria uma receita para ocasiões especiais, em casas com posses. Haverá alguma ligação da receita com a doçaria dos conventos? É uma possibilidade. O que sabemos hoje, com toda a certeza, é que Silvina Ladeiras faz este doce como ninguém, tendo obtido uma medalha de ouro no último Concurso Nacional de Doçaria Conventual Portuguesa. Sem dúvida, uma excelente descoberta.

A Doçaria Portuguesa
Cristina Castro criou o projecto No Ponto para registar e dar a conhecer os doces do país. Tem vindo a publicar a colecção A Doçaria Portuguesa, “os mais completos livros sobre a história e actualidade dos doces de Portugal”. A investigação para este trabalho levou a autora a viajar por todos os concelhos em busca de especialidades doceiras. A partir da oportunidade de ver como se faz, de falar com quem produz, de conhecer vidas, histórias e tradições associadas à doçaria, surgiram os vídeos que desvendam um pouco de cada doce. Regularmente, a Fugas revela um vídeo novo sobre um doce diferente.

PÚBLICO -
Foto