Afluência de turistas durante a Páscoa obriga ao fecho da rua da Livraria Lello

A Rua das Carmelitas, no centro do Porto, encontra-se encerrada ao trânsito desde sexta-feira devido às grandes filas de turistas que se formaram para visitar a Livraria Lello.

Foto
Nelson Garrido

A Rua das Carmelitas, na baixa do Porto, está fechada ao trânsito desde sexta-feira devido à grande afluência de turistas que chegaram à cidade para celebrar a Páscoa. A artéria, onde se situam vários negócios locais e um dos ex-líbris da cidade do Porto, a histórica Livraria Lello, continuava encerrada esta terça-feira.

Contactado pelo PÚBLICO, o Departamento de Marketing e Comunicação da Livraria explica que o número elevado de visitantes ao espaço, bem como as filas que têm enchido os passeios da Rua das Carmelitas já desde quinta-feira, levaram a que na manhã de sexta a Câmara Municipal do Porto (CMP) tenha decidido fechar ao trânsito da via.

Os responsáveis da comunicação do espaço não foram informados sobre o fecho da rua durante a Páscoa, nem têm a certeza de quando abrirá novamente ao trânsito. No entanto, já não é a primeira vez que manifestam junto da CMP o seu desejo de que a via seja interdita à circulação de automóveis de forma permanente.

“Sendo a Rua das Carmelitas uma rua de comércio, situada no coração da cidade do Porto, a Livraria Lello congratula-se com esta decisão, que permite uma maior mobilidade e segurança a todos quantos nele circulam, melhorando assim a experiência de todos, quer sejam portuenses ou turistas”, explica o departamento de comunicação.

PÚBLICO -
Foto
Imagem das filas para a Livraria Lello nos passeios da Rua das Carmelitas Livraria Lello

Em resposta por escrito ao PÚBLICO, a Câmara Municipal do Porto refere que já é habitual o encerramento ao trânsito da Rua das Carmelitas ao fim-de-semana. No entanto, na sexta-feira, “face ao elevado fluxo de pessoas naquela zona, o que aconteceu foi que a Polícia Municipal decidiu antecipar esse encerramento”, explica a autarquia. 

A CMP garante que a via está aberta novamente ao trânsito esta terça-feira, “como de resto ocorre durante todos os dias úteis”. Mas a Livraria refere que isso não se verifica, e que o trânsito continua cortado. 

O PÚBLICO questionou novamente a autarquia sobre a abertura da Rua das Carmelitas e o seu possível encerramento permanente, mas ainda não obteve resposta. 

Segundo a Lello, desde quinta-feira que a livraria tem recebido cerca de quatro mil visitantes diários, número que ultrapassa os valores do ano passado durante as férias da Páscoa.