Opinião

A perseguição dos cristãos é um assunto sério

No século XXI, as comunidades cristãs já não são as opressoras. Elas são, na sua esmagadora maioria, as vítimas. Isto não é normal, e não pode ser aceite com um encolher de ombros.

Para quem olha para si próprio como membro de uma comunidade privilegiada e historicamente opressora, eu sei que esta é uma conversa difícil de ter. Mas já vai sendo hora de começarmos. A capa do PÚBLICO de segunda-feira tinha a coragem de sublinhar o aspecto mais importante do bárbaro massacre no Sri Lanka: ele foi, em primeiro lugar, um atentado religiosamente motivado, contra cristãos, em dia de Páscoa.