Em Óbidos, o chocolate é um festival e um desporto

Não faltam toneladas de coisas doces, mas este ano há até um Cristiano Ronaldo de chocolate, além de caminhada e corrida. O desporto é o tema do Festival Internacional de Chocolate de Óbidos de 25 de Abril a 5 de Maio.

,Castelo de Óbidos
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
Fotogaleria
Festival Internacional do Chocolate
Fotogaleria
Fotogaleria

Vai ser um mundo de chocolate animado e renovado: este ano, o Festival Internacional de Óbidos, que faz a festa na Cerca do Castelo, não se dedica apenas ao desporto de comer chocolate, dedica-se mesmo ao desporto em geral e, para mais, num formato maratona: são 11 dias consecutivos, de 25 de Abril a 5 de Maio. O desporto é o tema da 17.ª edição e inspira toda a cenografia deste reino do chocolate e as dez “esculturas monumentais” que marcarão a festa. Uma delas retrata Cristiano Ronaldo. 

Entre dezenas de expositores com mil e uma variações de chocolate para provar e comprar, o programa inclui sessões de cozinha ao vivo com chefs chocolateiros, workshops, concursos (incluindo, em estreia, o Chocolate do Ano), uma chocoparty diária (DJs, provas de vinhos e degustações de chocolates e cocktails), além de muitas actividades e animações.

PÚBLICO - Cristiano Ronaldo em chocolate, pelo chef Eduardo Cerqueira, da Pastelaria Barca Doce da Quinta do Conde, Sesimbra.
Cristiano Ronaldo em chocolate, pelo chef Eduardo Cerqueira, da Pastelaria Barca Doce da Quinta do Conde, Sesimbra. DR
PÚBLICO - O doce inspirado na obra de Josefa d'Óbidos
O doce inspirado na obra de Josefa d'Óbidos
Fotogaleria
DR

Para os mais pequenos, em grande destaque, a Casa de Chocolate das Crianças, com várias propostas e onde poderão até fazer os seu próprios chocolates.

Em matéria de artes escultórias, as chamativas esculturas (sete delas) são produzidas em residência artística com o chef chocolatier Abner Ivan: é o orientador do grupo de pasteleiros de Óbidos, Caldas da Rainha e Bombarral que se dedica à arte da escultura em chocolate. Uma nova (e mega) tenda ocupa o terreiro do castelo, guardando estas e outras obras de arte e sendo espaço para os workshops (para amadores, aos fins-de-semana e feriados) e cursos (para profissionais).

Logo na abertura, o festival tem uma surpresa, vai apresentar um doce “inspirado na célebre pintora barroca, Josefa d’Óbidos, que celebrou, pela pintura, a doçaria tradicional e conventual portuguesa”, avança a organização em comunicado. A criação tem “alguns dos sabores mais identificativos desta região: chocolate e pêra rocha” e passará a fazer “parte do património gastronómico municipal”.

A marcar ainda mais a fórmula desportiva do festival, no dia 27 de Abril realiza-se a II Corrida do Chocolate pela vila, que, além do mais, foi declarado um EcoVento e promete ser ecológica, sem sacos plásticos (habitualmente usados na distribuição dos kits das provas) e, entre outros princípios, fará a recuperação e venda do material reciclável, revertendo o valor para apoio social.