Torne-se perito

CGD, BCP e Novo Banco põem acção em tribunal para cobrar dívidas a Joe Berardo

Os três maiores bancos querem recuperar parte dos créditos de 970 milhões de euros do empresário.

Foto
nuno ferreira santos

A CGD, o BCP e o Novo Banco entregaram no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa uma acção executiva para cobrar dívidas a Joe Berardo de quase 1000 milhões de euros, executando ainda a fundação e duas empresas ligadas ao empresário.

Esta acção executiva, que consta do portal informático Citius que serve os tribunais, tem como data de entrada o passado sábado dia 20 de Abril e apresenta como exequentes a Caixa Geral de Depósitos (CGD), o Banco Comercial Português (BCP) e o Novo Banco. A notícia já tinha sido avançada pelo PÚBLICO a 12 de Julho de 2017, altura em que os três bancos deram instruções para executar Joe Berardo, mantendo negociações paralelas. Na altura, o valor da dívida conjunta em causa era de aproximadamente 500 milhões de euros.

A acção para cobrança de uma dívida total de 962.162.180,21 euros tem como executados o empresário José Manuel Rodrigues Berardo (conhecido por Joe Berardo), a Fundação José Berardo – Instituição Particular de Solidariedade Social, a empresa Metalgest – Sociedade de Gestão e a empresa Moagens Associadas, SA. 

A acção de cobrança de dívidas apresenta como agente de execução João Correia, decorrendo o processo no juiz 3 do Juízo de Execução de Lisboa.

Sugerir correcção