Dia Mundial do Livro: Fnac vai pedalar em Lisboa para oferecer livros

A cadeia de lojas vai promover uma série de iniciativas pela capital para registar momentos de celebração do livro.

Foto
Margarida Basto/arquivo

Vai ser sobre duas rodas que a Fnac vai nesta terça-feira celebrar o Dia Mundial do Livro. Por todo o centro de Lisboa, dez ciclistas irão distribuir mais de dois mil livros pelas pessoas que estejam de passagem pelas ruas da cidade.

A oferta de livros vai ser variada, divulga a Fnac em comunicado. Haverá obras de vários géneros literários como “romance, banda desenhada ou até culinária”, com o objectivo de dar a “oportunidade de descobrir novos livros” ou dar “o livro certo” a cada pessoa.

Os ciclistas estarão identificados e irão iniciar o seu trajecto pelas 8h, no Terreiro do Paço, e vão dando pistas da sua localização nas redes sociais. A acção termina às 16h e o objectivo é distribuir dois mil livros. Quem encontrar os ciclistas poderá tirar uma fotografia com o livro oferecido e partilhar nas redes sociais, habilitando-se a ganhar um cartão de oferta no valor de cem euros para gastar na Fnac, em livros.

Um livro com livros será um dos títulos que será oferecido pelos ciclistas com 100 sugestões de leitura, propostas por figuras públicas como o humorista Nuno Markl, o músico Fernando Ribeiro (da banda Moonspell), o chef Kiko Martins, o escritor José Eduardo Agualusa, a artista Joana Vasconcelos, a apresentadora Isabel Silva, entre outros, que destacam e explicam as obras que mais marcaram as suas vidas. As suas opiniões pretendem ser fontes de inspiração para incentivar novos leitores a criar os seus hábitos ou a descobrir novos estilos de literatura, continua o comunicado da marca.

Também em Lisboa, a Fnac vai marcar presença na marcha “mani-FESTA-te pela Leitura”, organizada pelo Plano Nacional de Leitura 2027. A caminhada tem início pelas 14h30, na Praça Luís de Camões, onde serão feitas algumas paragens para leituras em voz alta até aos Armazéns do Chiado.

Os espaços de leitura da Fnac, abertos ao público por todo o país, também vão receber alunos de escolas do 1.º ciclo para participar na “Hora do Conto”, onde são escutadas interpretações das mais famosas obras literárias nacionais e internacionais infantis, pelas vozes de personalidades convidadas.