Novos Activistas da Cultura Europeia: a crise dos refugiados na voz de um cabeleireiro e um músico

Um cabeleireiro e um músico conversam sobre a crise dos refugiados. Um é grego, o outro é australiano — e foi na Áustria que se encontraram para filmar o primeiro capítulo da série documental New Activists of European Culture ("Novos Activistas da Cultura Europeia", em português), um projecto do Canal180, em parceria com o programa We Are Europe. A série de sete episódios procura activistas que estão a marcar a cultura europeia e coloca-os frente a frente, para um diálogo sobre o papel da cultura na situação política actual. O primeiro, What makes us humans? ("O que faz de nós humanos?", em tradução livre para português), documenta a conversa de Vasilis Tsartsanis — que é cabeleireiro e "realizador em part-time", mas que se despediu para auxiliar milhares de refugiados — e Ben Frost — designer de som do projecto Incoming, de Richard Mosse, também relacionado com a crise de migrantes. Ambos testemunharam "estas situações em primeira mão", refere Frost.

"Ver o que eu vi fez-me perceber, a um nível muito pessoal, que isto não é uma escolha de ninguém. Tu não fazes isto se tiveres outra escolha. Não pões uma criança num daqueles barcos se tiveres outra escolha", atira o músico. Os dois activistas concordam que a integração dos migrantes "é o caminho" e pode ser feita através da arte: "Olhemos para o Elevate [festival de música que, em 2018, teve como tema Risco/Coragem]. Pela primeira vez, um festival de música aborda este assunto", aponta Tsartsanis. "Diálogo": é assim que "se começa algo novo".

O próximo episódio, que o P3 também irá partilhar em breve, debruça-se sobre o envolvimento da sociedade na política. Máret Ánne Sara, artista, escritora e jornalista, encontra-se com Angnieszka Wisniewska, activista e comentadora política, para discutir como "as pessoas não devem deixar a política apenas para o políticos". 

Sugerir correcção