Brienza e De Laurentiis, o trequartista e o milionário

Liderado por um internacional italiano de 39 anos, o Bari conseguiu a promoção à Série C, menos de um ano depois de ter sido comprado pelo produtor de cinema que também é dono do Nápoles.

,Futebol
Foto
Mesmo na quarta divisão, o Bari tem dez mil adeptos a ver os jogos no San Nicola DR

O futebol italiano é um cemitério de falências que está em permanente expansão, para arranjar lugar ao mais recente clube na bancarrota. A falência não olha a estatutos. Pode atingir clubes históricos, como a Fiorentina, o Parma ou o Vicenza, ou clubes como o Pro Piacenza, um modesto emblema de terceira cuja crise teve como símbolo uma derrota por 20-0 num jogo em que só alinhou com sete futebolistas. Mas quando são clubes grandes, há sempre alguém que os quer recuperar rapidamente para a vida e foi o que aconteceu com o Bari, que, em menos de um ano, desceu da Série B para a Série D, mas já conseguiu nesta semana a promoção à Série C, com o apoio financeiro de um milionário produtor de cinema e liderado no campo por um trequartista com 39 anos.