Sporting em “cruise control” frente a um Nacional em “no control

Nacional e Sporting defrontam-se nesta sexta-feira, na Madeira, num jogo que pode permitir aos madeirenses ganhar pontos a vários rivais directos.

,CD Nacional
Foto
Bas Dost jogou e marcou no jogo contra o Nacional, da primeira volta do campeonato Mário Cruz/Lusa

Seis vitórias consecutivas, de um lado, cinco jogos sem vencer, do outro. Nesta sexta-feira (18h), na jornada 30 da I Liga, um Sporting em “cruise control”, tal é o conforto dos resultados recentes, visita a Madeira para defrontar um Nacional em “no control”: está em lugar de descida de divisão e, “descontrolado”, pouco vê ao fundo do túnel.

As seis vitórias seguidas fazem dos “leões” a equipa em melhor forma na I Liga, enquanto os cinco jogos sem vencer fazem dos insulares a segunda equipa em pior forma, descontando o ainda mais “descontrolado” Feirense. Para o Nacional, este jogo pode ter uma importância adicional, já que os rivais dos madeirenses na luta pela permanência terão uma jornada complicada: Feirense, Desp. Chaves e Desp. Aves jogam, respectivamente, com Sp. Braga, Moreirense e V. Guimarães, havendo, ainda, um Boavista-Tondela e um Portimonense-V. Setúbal.

As estatísticas conferem a este jogo algumas tendências contraditórias. Por um lado, jogam Nacional, a pior defesa da Liga – mesmo pior do que a do Feirense – e Sporting, um dos melhores ataques. Por outro, os madeirenses, apesar do fraco registo defensivo, até conseguem, em jogos em casa, manter a baliza a salvo com alguma frequência. O problema, para Costinha, é que a equipa, apesar de pouco sofrer na Choupana, também pouco marca.

Já Marcel Keizer, para além de aproveitar o momento sublime de Bruno Fernandes – quatro partidas seguidas a marcar e 12 golos nos últimos 14 jogos –, poderá querer trabalhar as bolas paradas: os “leões” são a terceira equipa mais forte nesse capítulo, enquanto o Nacional é a terceira equipa mais permissiva em lances deste tipo. E, provavelmente, sabe que o é: os madeirenses são a equipa que menos faltas comete na Liga, algo que pode atestar a plena consciência de que faltas cometidas significam problemas para a equipa de Costinha.

Na antevisão da partida, Keizer – que ainda não vai ter Bas Dost, Borja, Raphinha e Battaglia, por lesão – falou de um Nacional mais perigoso por estar “sedento” de pontos. “O Nacional está a lutar pelos pontos para ficar na I Liga e vai fazer tudo para ganhar este jogo. Estão a lutar pelos pontos e tenho a certeza de que vão lutar até ao fim”, declarou. No Sporting, destaque, ainda, para a ausência de Renan, castigado, e Wendel. O médio brasileiro deslocou-se a Itália, sem autorização, e ficará fora deste jogo, por castigo interno.

Do outro lado, o Nacional está em dificuldades, mas os jogadores ainda não “desistiram de Costinha”. Na antevisão da partida, os capitães de equipa Diego Barcellos, Diogo Coelho e Felipe Lopes fizeram questão de ir apoiar o treinador que, emocionado, sublinhou a “relação muito boa” que tem com os jogadores.

PÚBLICO -
Aumentar

A história pouco ou nada conta, mas importa destacar que a última vez em que Nacional e Sporting se cruzaram resultou num pesado 5-2 a favor dos “leões”, em Alvalade, depois de os madeirenses estarem a vencer por 2-0.

Em suma, haverá um Sporting tranquilo - os lisboetas já pouco acreditam no título, mas já não perdem a Europa - e um Nacional aflito, sedento de pontos e de olho numa jornada na qual poderá ganhar pontos a vários rivais directos. Para o conseguir terá, primeiro, de encontrar a “fórmula mágica” para parar Bruno Fernandes.