Desp. Aves ganha em Guimarães e empurra o Feirense para a II Liga

Derrota caseira do Vitória pode deixar o quinto lugar um pouco mais longe para os vitorianos. Adeptos contestaram Luís Castro.

,Futebol
Foto
O Desp. AVes derrotou pela primeira vez o V. Guimarães LUSA/OCTÁVIO PASSOS

Foi o primeiro triunfo de sempre do Desportivo das Aves frente ao Vitória de Guimarães na I Liga e, para além de ter sido merecido, teve várias consequências. A mais dramática e definitiva foi carimbar a descida de divisão ao Feirense, que já não se conseguirá salvar desse destino.

A vitória desta sexta-feira do Desp. Aves em Guimarães deixa a equipa dirigida por Augusto Inácio praticamente a salvo da despromoção. E o resultado foi indiscutível. A equipa vitoriana esteve sempre muito nervosa e desinspirada em campo e foi justamente castigada.

O Desp. Aves, que ainda não tinha perdido fora de casa desde a chegada de Inácio ao clube, visitava um clube que há três meses não se ajoelhava no seu estádio. E nunca o tinha feito frente aos avenses na I Liga.

Mas o jogo nunca esteve favorável para o V. Guimarães que entre demérito próprio e mérito do Desp. Aves, fez um dos piores jogos da época e sofreu o primeiro golo ainda antes dos primeiros dez minutos de jogo, por intermédio de Derley.

O segundo chegaria já no segundo tempo, graças a Baldé, que confirmou o triunfo do Desp Aves. Uma vitória que leva o clube a ultrapassar três adversários de uma vez só e a cavar uma margem de seis pontos para a “linha de água”.

A desinspiração dos vitorianos era inegável e ficou bem patente quando Guedes, com a baliza sem ninguém, atirou ao lado, levando os adeptos da casa ao desespero.

Insatisfeitos, mal acabou o jogo, vaiaram a equipa e exibiram lenços brancos a Luís Castro que corre o risco de ver a sua equipa atrasar-se um pouco mais na luta pelo quinto lugar do campeonato se o Moreirense vencer o seu jogo deste sábado.