Unsplash
Foto
Unsplash

União Europeia lança programa-piloto de “Erasmus para artistas”

Estão abertas as inscrições para o i-Portunus, um novo programa de mobilidade de curto prazo destinado, para já, a 500 artistas residentes na UE.

A Comissão Europeia já lançou o i-Portunus, um projecto-piloto que possibilita a artistas residentes nos Estados-membros da União Europeia trabalhar entre 15 e 85 dias noutro país.

Há 500 vagas disponíveis para a primeira edição da iniciativa, aberta a artistas à procura de “estabelecer novas colaborações e criar novas obras”. As candidaturas terminam a 15 de Maio e devem ser feitas através do site oficial do projecto financiado com um milhão de euros de fundos comunitários.

O programa-piloto destina-se a duas categorias de autores, a partir dos 18 anos: os que trabalham nas artes do espectáculo — teatro, dança ou circo — e os que trabalham nas artes visuais — fotografia, vídeo, escultura ou pintura.

No próximo ano, o executivo comunitário tenciona desenvolver o projecto e irá subir o pacote financeiro para um milhão e meio de euros, com a intenção de que, a partir de 2021, o programa se torne uma plataforma permanente para promover a mobilidade dos artistas e criadores.

“É muito importante permitir a mobilidade dos artistas para além das fronteiras nacionais. Dá um impulso tanto aos seus sectores como à economia da UE e ajuda-os a contribuir e a beneficiar da diversidade dos ecossistemas culturais da União Europeia”, declarou o comissário europeu responsável pela Educação e Cultura, Tibor Navracsisc, citado pela EFE.

Os primeiros resultados serão anunciados a 7 de Junho.