Man. City-Tottenham: dois duelos decisivos em quatro dias

Para a segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, os “spurs” não têm Harry Kane.

Foto
Pep Guardiola Reuters/JASON CAIRNDUFF

Manchester City e Tottenham vão protagonizar dois duelos decisivos em quatro dias: o primeiro deles já esta noite, no terreno dos “citizens”, para definir quem avança para as meias-finais da Liga dos Campeões (os londrinos venceram a primeira mão, em casa, por 1-0). E no sábado voltam a enfrentar-se, outra vez em Manchester, numa partida crucial para as aspirações da equipa de Pep Guardiola a renovar o título de campeã inglesa.

Pelo facto de disputar ambas as partidas em casa, o treinador do Manchester City quer fazer valer esse trunfo. E desafiou os adeptos: “Estou curioso para ver como vão reagir amanhã [nesta quarta-feira]. Nesta fase, sem adeptos, não vamos a lado nenhum”, afirmou Pep Guardiola, reforçando a importância deste duplo duelo. “Se não vencermos estes dois jogos, ficamos fora de duas competições. São autênticas finais para nós”, sublinhou. Há também um aspecto pessoal para o catalão: “Quero a Champions, como é óbvio. Sei que após três épocas a ganhar tudo no Bayern Munique, [não vencer] a Liga dos Campeões foi um grande falhanço.”

Do outro lado estará uma equipa apostada em fazer história. A última vez que o Tottenham esteve nas meias-finais da Liga dos Campeões foi em 1962 (e seria eliminado pelo futuro campeão Benfica), mas Mauricio Pochettino não quer descansar à sombra da margem mínima obtida na primeira mão da eliminatória. “Ganhar-lhes foi um resultado incrível, mas sabemos bem que nada está decidido”, frisou o técnico argentino, que não poderá contar com Harry Kane, lesionado há uma semana frente ao Manchester City.