O que Espanha nos pode ensinar no combate à violência doméstica

A secretária de Estado espanhola para a Igualdade esteve na última semana em Lisboa para mostrar porque está Espanha na linha da frente no combate à violência de género. Vai Portugal seguir este exemplo?

Foto
Soledad Murillo ao PÚBLICO: “Nenhuma religião é amiga das mulheres” Miguel Manso

Para Soledad Murillo, o caminho para combater a violência doméstica é “criar o que não existe”: desenhar medidas e coordenar organismos, em conjunto com a sociedade civil, as ONG, os próprios media. “Os assassinatos de mulheres estão sempre a acontecer, e quando acontecem os governos são interrogados e a sociedade civil pede que actuem”, relembra a secretária de Estado espanhola para a Igualdade.