Em 2018 regularizaram-se cinco vezes mais trabalhadores, a maioria brasileiros

Mudança na lei e descentralização de agendamento permitiram que mais trabalhadores imigrantes que já estavam em Portugal se regularizassem. Crescimento foi de 3500, em 2017, para 16.500, no ano passado. Espelha também pedidos acumulados de outros anos. Dois brasileiros que usaram novas regras partilham a experiência.

Foto
A brasileira Maria Eduarda Coelho teve de ir aos Açores para ter a sua situação regularizada Rui Gaudêncio

Maria Eduarda Coelho, 25 anos, aparece com um sorriso à porta da clínica de estética onde trabalha. Original de Natal, quis sair do Brasil por causa da falta de segurança. No mesmo ano, antes de emigrar, foi assaltada cinco vezes. “Fiquei desesperada”, conta. “Cansei de viver com medo.”