A literatura e a moda juntam-se na mesma passerele em Aveiro

Katty Xiomara, Anabela Baldaque e Storytailors, entre outros, “costuraram” a obra O Processo Violeta, de Inês Pedrosa.

Fotogaleria
O desfile acontecerá na Biblioteca de Aveiro
Fotogaleria
Modelo de Katty Xiomara

Aparentemente, são áreas que não se cruzam, diferentes em vários sentidos. Mas moda e os livros podem ter mais pontos em comum do que se possa imaginar e, este sábado, até vão juntar-se numa única passerelle. Em causa está um desfile literário - que também é um espectáculo-performance – que acontece no âmbito da Festa do Livro, promovida pela câmara de Aveiro. Podia ser um desfile como tantos outros mas, a grande diferença é que as vestes que os modelos irão apresentar na passarelle buscaram inspiração no romance O Processo Violeta, de Inês Pedrosa, escritora convidada do evento.

A iniciativa resulta de uma produção da VIC // Aveiro Arts e tem a curadoria da poeta Rosa Alice Branco, que conta já com alguma experiência no que toca a promover eventos transversais. Este desfile literário, reconhece, é uma nova e ousada aventura, que tem tudo para conquistar o público presente – está marcada para as 21h30, na Biblioteca Municipal de Aveiro.

“Porque é que a moda não há-de ser uma forma de cultura? O trabalho dos designers e criadores é uma forma de arte”, sustenta a poeta. Rosa Alice Branco nota, ainda, que “autores de culto, como Stéphane Mallarmé e Oscar Wilde dirigiram revistas de moda” e não o fizeram “só por razões de ordem financeira”. 

E ainda que reconheça que o cruzamento entre as duas áreas possa causar estranheza a algumas pessoas, a autora garante que este espectáculo-performance está já a ser requisitado por outras paragens, sem especificar quais. Por ora, apresenta-se em Aveiro, terra onde Rosa Alice Branco nasceu e cresceu e onde o seu pai, Vasco Branco (falecido em 2014), teve um importante papel a nível cultural – foi cineasta, pintor, ceramista e escritor.

Criadores de renome aceitaram o desafio

Pela passerelle da Biblioteca Municipal de Aveiro irão passar peças dos designers Katty Xiomara, Anabela Baldaque, Elsa Barreto, Susana Bettencourt, Yuga Hatta e Storytailors. Roupas e acessários “literalmente concebidos para a ocasião”, atendendo a que “todos os coordenados buscaram inspiração no romance ‘O Processo Violeta’, de Inês Pedrosa”.

Para levar por diante este projecto, os criadores receberam antecipadamente “um trecho do último livro da romancista, identificado como retrato do Portugal dos anos 1980” e foi a partir dessas “linhas” que “coseram a sua criatividade”. O resultado da sua arte, será encenado na passerelle pelas seis performers que trajarão, então, outras tantas vestes desenhadas pelos designers de moda. A entrada na passerelle será anunciada pela leitura de curtos textos.

O livro “está, pois, na origem deste espectáculo como um tecido de pontes narrativas entre várias artes”, afirma Rosa Alice Branco. A curadora do evento sublinha que “o livro possui um corpo. Podemos manuseá-lo, sentarmo-nos à mesa do café contagiados pelo sabor das palavras, passearmos nele, deixarmos que ele nos vista com uma fascinante segunda pele”, acrescenta.

A escolha da Biblioteca Municipal para o desfile literário é igualmente “sintomática”. “A intenção é que o espectáculo-performance possa interagir com os livros dispostos ao longo da catwalk especificamente construída para o efeito”, destaca a curadora. “No limite, o corpo que se movimenta na passerelle é também o corpo do livro”, remata.

A iniciativa integra-se na Festa do Livro que vai decorrer ao longo de todo o dia em vários pontos do centro da cidade e com epicentro na biblioteca. Na Praça 14 de Julho e Largo Jaime Magalhães Lima, por exemplo, estará colocada a instalação literária “Call me at Tree” - três telefones antigos instalados no espaço público, a partir dos quais se poderão escutar poemas. Por ali acontecerá também a performance poética “Sussurradoras de Poemas” em que as performers sussurram poemas aos transeuntes.

Também haverá propostas para os mais novos, nomeadamente a apresentação da peça “História de um gato e de um rato que se tornaram amigos”, pelo Teatro de Marionetas de Mandrágora (16h30), e uma sessão de contos com Virgínia Millefiori, intitulada “Sortido de Contos” (17h30).