SpaceX vai lançar pela primeira vez o Falcon Heavy para uma operação comercial

A empresa de Elon Musk irá transmitir em directo o lançamento do seu foguetão mais potente.

Fotogaleria
Reuters/JOE SKIPPER
Fotogaleria
Reuters/JOE SKIPPER
Fotogaleria
Reuters/JOE SKIPPER
Fotogaleria
Reuters/CHARLES W LUZIER
Fotogaleria
Reuters/JOE SKIPPER

A SpaceX vai lançar esta quarta-feira a primeira operação comercial do Falcon Heavy. A empresa de Elon Musk vai atender ao pedido do primeiro cliente depois de o foguetão ter sido lançado para o espaço para testes em Fevereiro de 2018. O lançamento estava marcado para as 23h35 (hora em Portugal Continental, 18h35 hora local) no centro espacial da NASA, na Florida. No entanto, Elon Musk já disse no Twitter que as condições climatéricas ainda não são as ideais para o lançamento, que já foi adiado até existirem condições. Depois do lançamento, a operação estará concluída duas horas depois.

A missão Arabsat-6A, uma empresa de tecnologia árabe, pretende pôr um satélite em órbita. Com o mesmo nome da missão, o satélite Arabsate será libertado 34 minutos depois do lançamento do foguetão. A SpaceX pretende recuperar dois dos componentes do Falcon Heavy, que deverão aterrar na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, também na Florida.

O Falcon Heavy é um foguetão com 70 metros de altura e 12 metros de diâmetro na base. Com 27 motores capazes de carregar uma carga a rondar as 63,8 toneladas, o Falcon Heavy é duas vezes mais poderoso que o Delta V, que continua em operação pela SpaceX. Lançar o Falcon Heavy custa perto de 80 milhões de euros.

Empresas como a Inmarsat e Viastat estão também interessadas em pagar à SpaceX um voo do Falcon Heavy, disse a empresa quando anunciou este primeiro lançamento. A Força Aérea dos Estados Unidos também espera utilizar este foguetão na missão Space Test Program 2 (STP-2). Elon Musk já manifestou o desejo em fazer voos de teste interplanetários ainda este ano, com o objectivo de assegurar a sobrevivência da espécie humana.