STCP deu borla aos clientes por falha no GPS da frota

Avaria afectou validadores dos 400 autocarros da empresa entre domingo e segunda-feira.

Ônibus
Foto
Inês Fernandes

Os validadores dos autocarros da STCP estiveram inoperacionais durante parte dos dias 7 e 8 de Abril. Segundo a empresa de transportes públicos, a falha deveu-se a uma “anomalia no módulo GPS” nos mais de 400 autocarros da frota. Durante o período em que o sistema esteve em baixo, os utilizadores não precisaram de validar o título Andante ou comprar bilhetes de agente único para viajar.

Em declarações ao PÚBLICO, Ângelo Oliveira, administrador da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP), referiu que as dificuldades no sistema GPS impediram “a ligação com os validadores Andante, bem como com os serviços de informação ‘em tempo real'”, na secção de consulta de horários dos autocarros, no website oficial da empresa. A situação anormal deveu-se, mais especificamente, a um erro na definição das coordenadas e datas dos validadores.

A STCP não precisou a hora em que se deu a falha no sistema, mas, segundo testemunhos de utilizadores ouvidos pelo PÚBLICO, já havia autocarros a circular com o validador Andante fora de serviço pelo menos a partir das 16 horas de domingo. De acordo com uma fonte dos Transportes Intermodais do Porto (TIP), a anomalia durou cerca de 24 horas. 

Os técnicos da STCP e da EFACEC — empresa responsável pela manutenção do sistema — solucionaram o problema no final da manhã de segunda-feira, 8 de Abril. No entanto, a situação apenas ficou “totalmente regularizada” pelas 17 horas do mesmo dia, uma vez que a operação efectuada teve que ser “replicada nos mais de 400 autocarros”, explica Ângelo Oliveira, também responsável pela coordenação da Unidade de Manutenção da Frota da STCP.

A irregularidade do sistema de GPS “não teve qualquer impacto” nas frequências ou trajectos dos autocarros. Os utilizadores com título Andante não precisaram de validar e quem não possuísse passe também não teve que pagar para viajar. Face a esta situação, a STCP está neste momento a “estimar os impactos na receita”, assim como a “identificar novas medidas preventivas para mitigar futuros impactos na operação e serviço ao cliente”. Nos dois dias - e até ao momento - não se registou qualquer aviso ou notificação da STCP aos clientes. 

Segundo a mesma fonte dos TIP, as dificuldades com os validadores não se verificaram noutras empresas integradas no sistema intermodal Andante. A entidade, responsável pela gestão do Andante, afirma que “não houve variação significativa” no número de títulos adquiridos nos dois dias, tendo em conta a fraca movimentação esperada ao domingo ou em períodos de férias - como foi o caso. Os TIP mostram-se ainda disponíveis a colaborar com a STCP para limitar a repetição deste tipo de situações.