Após o divórcio, Jeff Bezos continua o mais rico do mundo e o maior accionista da Amazon

O acordo do divórcio de Jeff e MacKenzie Bezos já é conhecido: Mackenzie Bezos fica com 25% das acções do casal, que correspondem a 4% das acções da Amazon.

,Amazon.com
Foto
O casal Bezos, em 2013. Anunciaram o divórcio em Janeiro de 2019 Reuters/Rick Wilking

Três meses de especulação chegam agora ao fim. O acordo do divórcio do casal Jeff e MacKenzie Bezos – considerados os “pais da Amazon”, a maior retalhista online da actualidade – tornou-se conhecido nesta quinta-feira. Não se altera muito na lista dos mais ricos: Jeff Bezos continua a ser a pessoa mais rica do mundo porque MacKenzie lhe cede 75% da sua participação na empresa, assim como todos os direitos de voto.

Antes do acordo, o casal Bezos detinha 16,3% das acções da empresa, fatia avaliada em 143 mil milhões de dólares (127 mil milhões de euros), o que fazia deles o casal mais rico de sempre.

Agora, Mackenzie Bezos fica com 25% das ações do casal, que correspondem a 4% das ações da Amazon. O ex-marido continua a ser o principal accionista da empresa – que começou em 1994 como uma livraria online, com sede na garagem de uma casa com uma assoalhada alugada pelo casal. Actualmente, a segunda maior accionista da Amazon é a Vanguard, consultora de investimento, que detém 6% da empresa.

Posto isto, e ao contrário do que chegou a ser especulado quando foi avançada a notícia do divórcio, em Janeiro, Jeff Bezos vai mesmo continuar a ser o homem mais rico do mundo, com uma fortuna avaliada em 110 mil milhões de dólares (97 mil milhões de euros). MacKenzie, por seu turno, não se vai tornar na mulher mais rica, mas na terceira mais rica, de acordo com a Forbes: vai continuar a gerir os lucros da sua participação na empresa, estimada em 35 mil milhões de dólares (31 mil milhões de euros).

O título de mulher mais rica do mundo continua a pertencer à herdeira da L’Oreal, Françoise Bettencourt Meyers, neta do fundador da marca de cosméticos, que tem um património avaliado em 45,6 mil milhões de dólares.

Como parte do acordo com o agora ex-marido, MacKenzie vai renunciar à participação no Washington Post, detido por Jeff, e na empresa de exploração espacial Blue Origin – com uma factura anual de cerca de mil milhões de dólares.

“Estou grata porque processo de dissolução o meu casamento com Jeff terminou”, escreveu MacKenzie numa nota publicada na sua conta do Twitter. “Estou ansiosa pela nossa próxima fase enquanto pais e amigos”, continua, naquele que é o seu primeiro e único tweet até à data.

“Estou satisfeita por lhe dar a minha participação no Washington Post e na Blue Origin e 75% das nossas acções da Amazon, assim como o controlo de voto nas minhas acções, para continuar a apoiar a sua contribuição de anos para as equipas destas empresas incríveis. Estou muito entusiasmada com os meus próprios planos.”

A ocupação principal de MacKenzie Bezos – que no início da Amazon tratou da contabilidade da empresa – é a escrita. Já lançou dois livros: A testing of Luther Albright, em 2005, e Traps, em 2013.

“Estou muito agradecido aos meus amigos e família por me contactarem com palavras de coragem e amor. Significa mais para mim do que podem imaginar. As de MacKenzie, acima de tudo”, escreveu Jeff Bezos no Twitter. “Estou agradecido pelo seu apoio e pela sua amabilidade neste processo e estou muito ansioso pela nossa nova relação enquanto amigos e pais”, acrescentou, ecoando as palavras da ex-mulher.

“Ao longo de todo o tempo que trabalhámos em conjunto, as capacidades de MacKenzie estiveram em destaque. Ela tem sido uma parceira extraordinária, aliada e mãe. Ela é expedita, brilhante e terna e, no desenrolar dos nossos futuros, sei que vou estar sempre a aprender com ela”, completou Bezos.

Os 25 anos em comum – uma parte deles a alimentar o sonho que era a Amazon e a outra parte a colher os frutos do negócio – chegaram ao fim com um comunicado no Twitter assinado pelos dois: “Decidimos divorciar-nos e continuar com as nossas vidas conjuntas enquanto amigos”.

“Se soubéssemos que nos separaríamos depois de 25 anos, faríamos tudo outra vez. Já tivemos uma grande vida em conjunto enquanto estivemos casados e também antecipamos belos futuros, enquanto pais, amigos, parceiros de negócios e de projectos e pessoas à procura de empreendimentos e aventuras.”

O casal tem quatro filhos em comum e estava junto desde que começaram a empresa, em 1994. Mas a notícia do divórcio não foi totalmente inesperada porque o casal já fazia vidas separadas há alguns meses.

As razões que levaram ao fim desta relação não são oficialmente conhecidas. Circulam rumores de que Jeff Bezos terá outro interesse romântico – a ex-pivô da Fox, Lauren Sanchez – mas, por enquanto, o multimilionário não assumiu a relação. 

A alegada relação entre os dois motivou um trabalho de 11 páginas do jornal sensacionalista norte-americano National Enquirer, cujos jornalistas terão seguido Jeff Bezos e Lauren Sanchez por todo o país. Numa publicação no seu blogue, Bezos apontou o dedo ao dono da publicação, David Pecker, por chantagem e extorsão.

Notícia corrigida às 17h06. Mackenzie Bezos fica com 25% das acções do casal, que correspondem a 4% das acções da Amazon.​