Torne-se perito

Ministério Público Federal pede que Michel Temer volte para a prisão

O ex-Presidente passou quatro dias na cadeia no mês passado. É acusado de ter favorecido uma construtora em troca de um suborno.

Temer é suspeito em dez casos da Lava-Jato
Foto
Temer é suspeito em dez casos da Lava-Jato LUSA/Joedson Alves

Uma semana depois de ter sido libertado, o ex-Presidente brasileiro, Michel Temer, pode estar próximo de voltar para a prisão. O Ministério Público Federal (MPF) pediu esta segunda-feira a prisão de Temer, decisão que agora está nas mãos dos tribunais.

Caso os juízes do Tribunal Regional Federal da 2ª Região decidam não emitir ordem de prisão para o ex-chefe de Estado, o MPF pede que, pelo menos, Temer seja posto em prisão domiciliária e com pulseira electrónica, segundo o portal de notícias G1, do grupo Globo.

O MPF pede ainda a prisão de outros sete suspeitos, incluindo o ex-ministro Moreira Franco. Todos eles foram presos há menos de duas semanas, mas ao fim de quatro dias foram soltos por ordem de um juiz do Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

O tribunal poderá decidir se vai cumprir a sentença do MPF no dia 10, diz o G1.

Temer é acusado de ter recebido subornos, através de um intermediário, pela concessão da construção de uma central nuclear no Rio de Janeiro em 2010 à construtora Engevix. Para além deste caso, o ex-Presidente que chegou ao poder na sequência do impeachment de Dilma Rousseff é suspeito em dez casos investigados pela Operação Lava-Jato.

Sugerir correcção