Andre Rodrigues
Foto
Andre Rodrigues

Concurso vai escolher jovem chef de Coimbra para competição europeia

Até 3 de Maio, alunos ou profissionais de cozinha entre os 18 e os 26 anos podem concorrer para representarem Portugal no European Young Chef Award. Concorrentes têm que residir nos concelhos da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra.

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra e a Escola de Hotelaria e Turismo lançaram esta quinta-feira, 28 de Março, um concurso para seleccionar o jovem chef que vai representar o país no European Young Chef Award.

O vencedor da competição regional, além de representar Portugal na competição europeia, na Grécia, em Outubro, vai também ser designado como o Jovem Embaixador da Região de Coimbra — Região Europeia de Gastronomia 2021, anunciou a organização.

As inscrições para o concurso regional decorrem até 3 de Maio, com a submissão do conceito, ficha técnica e história associada à refeição proposta (entrada, prato principal e sobremesa). A 10 de Maio são divulgados os finalistas e, a 24, decorrem as provas, informou o director da Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, Paulo Morais Vaz.

Os concorrentes têm que ter entre 18 e 26 anos, residir nos concelhos da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra e poderão ser alunos de cozinha ou profissionais que terminaram a formação há menos de um ano.

Para Paulo Morais Vaz, este concurso pretende “valorizar os profissionais e o património gastronómico da região”, frisando a necessidade de apostar na tradição e na inovação, através da utilização de técnicas culinárias e produtos do território.

Durante a conferência de imprensa, o presidente da CIM da Região de Coimbra, João Ataíde, salientou o potencial dos chefs portugueses que têm “uma grande capacidade de adaptação”, bem como a gastronomia portuguesa, que, além de transformar “pratos pobres em autênticas iguarias”, assimilou “sabores da presença portuguesa nos sete cantos do mundo”.

“Temos que valorizar esta actividade e o sector tem que pagar condignamente [aos chefs]. Já não é tempo de ordenados baratos”, vincou.

Dos critérios para o apuramento do vencedor regional constam características como a originalidade dos pratos, a história por detrás da comida, a complexidade da receita, a inovação técnica e a inovação face à receita tradicional e a ligação ao território, entre outras.

O European Young Chef Award é organizado pelo International Institute of Gastronomy, Art and Tourism.