Fotografia

“Sem pressa”, rumo a Oriente: a viagem de Gabriel sobre carris

Bucareste Gabriel Mendes
Fotogaleria
Bucareste Gabriel Mendes

À sexta-feira de manhã há quem entre no comboio para ir para o trabalho. Já Gabriel Soeiro Mendes apanhou o expresso rumo a Oriente. Durante três semanas, em Janeiro de 2018, o fotógrafo e jornalista percorreu a Europa no caminho-de-ferro até chegar às portas da Ásia: de Lisboa a Istambul, a jornada desdobra-se em retratos e histórias de quem lá vive.

Comprou os bilhetes de viagem e apenas tinha em mente chegar à cidade turca. “Foi libertar-me das amarras de programar tudo e ter voos marcados, simplesmente acordar e apanhar o comboio que apanhava todos os dias em Paço de Arcos”, confessa ao P3. Gabriel saiu de Portugal em direcção à Turquia, passando por Espanha, França, Itália, Áustria, Hungria, Roménia e Bulgária. “Sem dias contados”, nem caminho traçado, o travel blogger apenas decidia a próxima paragem na véspera ou mesmo no próprio dia. Mas não se limitava a visitar “os principais monumentos, espaços verdes e museus”. “Sempre sem grande pressa, numa postura de contemplação”, Gabriel fugia à rotina do turista e “vivia no local”: “Em Sighișoara, na Roménia, chegou a acontecer passar nas ruas, conhecer as pessoas e cumprimentarem-me.”

Para o jornalista, as melhores fotografias são os “retratos”. Sempre que descia do comboio, tentava contactar com os habitantes e ouvir aquilo que tinham para dizer. Apesar de ter sido difícil interagir com a população nos países do Leste, Gabriel acabou por contactar com “várias personagens locais”, principalmente na “pequena cidade” de Veliko, na Bulgária. Tudo para “dar a conhecer as histórias dessas pessoas, histórias simples de encontros fugazes”.

Apesar de ter deixado o roteiro em casa, Gabriel tentou recriar parte do itinerário do famoso Expresso do Oriente — que já não existe no formato original. “É muito mais complicado de fazer. Hoje em dia, de Budapeste até Istambul temos que apanhar quatro comboios.” O jornalista fala mesmo de alguns dissabores, como das dificuldades ao entrar na Turquia, onde foi interrogado e tratado como um “emigrante ilegal”. “A passagem de fronteiras há quase cem anos era incrivelmente mais simples. A verdade é que estamos com países mais fechados”, lamenta.

Toda a aventura foi relatada no blogue Uma Foto Uma História, como outras que já realizou no passado. Contando com várias distinções, a página foi a vencedora da primeira edição portuguesa dos Open World Awards, em 2017.  

Bulgária
Bulgária Gabriel Mendes
Budapeste
Budapeste Gabriel Mendes
Istambul
Istambul Gabriel Mendes
Istambul
Istambul Gabriel Mendes
Istambul
Istambul Gabriel Mendes
Roménia
Roménia Gabriel Mendes
Roménia
Roménia Gabriel Mendes
Génova
Génova Gabriel Mendes
Sighisoara, Roménia
Sighisoara, Roménia Gabriel Mendes
Roménia
Roménia Gabriel Mendes
Transilvânia, Roménia
Transilvânia, Roménia Gabriel Mendes
Veliko, Bulgária
Veliko, Bulgária Gabriel Mendes
Veliko, Bulgária
Veliko, Bulgária Gabriel Mendes
Veliko, Bulgária
Veliko, Bulgária Gabriel Mendes
Veliko, Bulgária
Veliko, Bulgária Gabriel Mendes
Veneza, Itália
Veneza, Itália Gabriel Mendes
Veneza, Itália
Veneza, Itália Gabriel Mendes
Istambul
Istambul Gabriel Mendes
Veneza
Veneza Gabriel Mendes