Nathan Westling assume-se como modelo transgénero

Antes da mudança, Nathan Westling era conhecido por Natalie e sofria de problemas de ansiedade, raiva e depressão

Foto
DR

Em tempos chamou-se Natalie e desfilou por marcas como Marc Jacobs ou Yves Saint Laurent. Agora é Nathan Westling, um transgénero em fase de transição que se confunde com os skaters de Santa Mónica, na Califórnia. No ano passado, o ainda modelo sentiu que precisava de mudar de corpo e agora confessa estar “finalmente feliz”. Numa entrevista à CNN, descreve-se como “a versão masculina do seu antigo eu”.

Depois de dez anos a tomar medicamentos para ansiedade, raiva e depressão, Natalie percebeu a verdadeira razão dos seus problemas e decidiu iniciar a transição para Nathan. Para isso, mudou-se de Nova Iorque para Los Angeles. Há seis meses começou a tomar testosterona e já engordou dez quilos.

A transição não foi fácil principalmente nos dois primeiros meses. “Só quando comecei a ver as mudanças físicas equiparadas com o meu estado mental é que finalmente acordei e (comecei) a viver”, diz à CNN, mostrando-se optimista em relação à cirurgia de reconstrução do peito que ainda tem pela frente. 

As primeiras dúvidas sobre o seu corpo e género começaram a surgir na pré-escola, quando ao falar com raparigas se sentia “à parte” e “sem perceber o que pensavam, falavam e a sua linguagem corporal”. Quando tinha as mesmas conversas com rapazes, o modelo “sentia um click”, revela na entrevista.

Nathan Westling ainda enquanto Natalie

“Sinto que estive a usar uma máscara durante toda a minha vida. Quando removi essa máscara, foi como se finalmente... não sei. Não estou a usar uma pele. Não estou a interpretar uma persona. Não estou a tentar ser algo que não sou. Já não sinto que estou preso a um estranho meio-termo”, confessa.

Houve quem o tivesse questionado se o mundo da moda tinha sido um problema – “Magoou-te” ou “Mexeu contigo?” –, mas Nathan Westling desmente. “[A moda] permitiu-me descobrir-me a mim mesmo mas também, a identificar-me com tantas outras coisas. [Permitiu-me] realmente perceber que este sou eu e este é o caminho que devo seguir.”

Apesar de já não participar num desfile desde Outubro do ano passado, faz parte dos planos de Westling voltar à moda, embora ainda não saiba qual será o próximo passo. “Vamos ver como a indústria da moda reage a esta história e como tudo corre. Não estou preocupado com isso. Acho que vai ser uma boa mudança e estou entusiasmado. Muito, muito entusiasmado”, disse.

Ainda assim, o modelo adianta à CNN, que os seus agentes têm estado em contacto com algumas marcas com as quais trabalhou anteriormente enquanto Natalie e que as respostas têm sido “solidárias”, conclui.