EDP Renováveis entra no mercado colombiano

Empresa de energias limpas da EDP ganha leilões do governo colombiano que garantem remunerações por 20 anos a dois parques eólicos.

Empresa está presente em 14 mercados
Foto
Empresa está presente em 14 mercados ADRIANO MIRANDA / PUBLICO

A EDP Renováveis anunciou esta terça-feira que venceu dois contratos com a duração de 20 anos num leilão organizado pelo governo colombiano para a construção de parques eólicos.

Segundo a empresa liderada por João Manso Neto, os contratos referem-se aos projectos de energia eólica em terra Alpha (212 Megawatts de potência) e Beta (280 Megawatts), que a EDP Renováveis está a desenvolver actualmente e cuja entrada em exploração comercial está prevista para 2022.

A empresa explica que o leilão foi realizado no âmbito de um mecanismo denominado “Cargo por Confiabilidad”, cuja finalidade é a de garantir a segurança do abastecimento eléctrico. Neste caso, os projectos são remunerados por garantirem mais capacidade ao sistema e também recebem pela energia produzida.

A EDP Renováveis explica que “vai procurar garantir contratos de compra e venda de electricidade a longo prazo com terceiros (nos chamados PPA)” para assegurar a venda da produção destes dois empreendimentos eólicos.

Este é o 14º mercado da EDP Renováveis, que além de Portugal e Espanha também está presente na Bélgica, Brasil, Canadá, França, Grécia, Itália, México, Polónia, Roménia, Reino Unido e Estados Unidos.

Na semana passada o grupo EDP apresentou o plano estratégico até 2022, que prevê um investimento em torno de oito mil milhões de euros em energias renováveis.