Morreu Marlen Khutsiev, pai do cinema moderno soviético

Cineasta morreu aos 93 anos, em Moscovo.

Foto
DR

Marlen Khutsiev, pai do cinema moderno soviético, morreu aos 93 anos, em Moscovo, anunciou esta terça-feira a União de Cineastas da Rússia. “Viveu uma vida cheia de drama e alegria”, disse Tatiana Nemchinskaya, representante da associação citada pela AFP.

Khutsiev nasceu em 1925, em Tiflis (actual Tbilisi na Geórgia). Foi autor de uma dezena de filmes que estiveram na base da nova onda de cinema soviético, a seguir à morte de Estaline, em 1953. Primavera na Rua Zarechnya foi uma das suas obras mais conhecidas, lançada em 1956. O filme foi visto por mais de 30 milhões de espectadores na altura.

Até ao fim da vida, Khutsiev continuou a fazer filmes e a leccionar na principal escola de cinema russa. O realizador recebeu dezenas de prémios nacionais e internacionais ao longo da sua carreira em reconhecimento do seu contributo para a sétima arte. 

O seu último filme, Not Yet Evening, sobre o encontro de dois escritores de diferentes gerações, Tolstoy e Chekhov, terá sido concluído antes da sua morte.