Uma baleia da mesma espécie da que foi encontrada este sábado nas Filipinas.
Foto
Uma baleia da mesma espécie da que foi encontrada este sábado nas Filipinas. REUTERS

Baleia que deu à costa nas Filipinas tinha 40 quilos de sacos de plástico no estômago

O animal foi encontrado na costa da Ilha de Mindanao, nas Filipinas. Os biólogos marinhos retiraram do estômago da baleia 16 sacos de arroz e vários sacos de compras, entre outros objectos também de plástico.

Uma jovem baleia que deu à costa nas Filipinas morreu depois de ingerir 40 quilos de sacos plásticos. A baleia foi encontrada este sábado, 16 de Março, por biólogos marinhos e voluntários do Museu D’ Bone Collector​, na cidade de Davao, na ilha filipina de Mindanao.

A notícia foi divulgada esta segunda-feira, 18, pelo próprio museu na sua página do Facebook. “A causa final da morte desta jovem baleia-bicuda-de-cuvier que resgatamos no dia 16 de Março de 2019 são 40 quilos de sacos plásticos, incluindo 16 sacos de arroz, quatro sacos utilizados na plantação de banana e vários sacos de compras”, afirma o museu.

As imagens da baleia e da sua autópsia também foram partilhadas pela organização e mostram pilhas de lixo a ser extraído do interior do animal, que terá morrido de “choque gástrico” devido à quantidade de plástico ingerida. Segundo o Museu D’ Bone Collector, nos próximos dias deverá ser divulgada uma lista completa dos objectos de plástico que foram encontrados dentro do estômago do mamífero. “Esta baleia tinha a maior quantidade de plástico que já vimos em qualquer animal. É nojento. Devem ser tomadas medidas pelo Governo contra aqueles que continuam a tratar os cursos de água e o oceano como lixeiras”, lê-se na publicação.

PÚBLICO -
Foto
A baleia-bicuda-de-cuvier encontrada com 40 quilos de sacos plásticos. D' Bone Collector Museum Inc.

Este não é o primeiro caso divulgado de animais marinhos que morrem devido à ingestão de plástico. Em Junho de 2018, uma baleia morreu na Tailândia depois de ter engolido mais de 80 sacos de plástico nas águas poluídas do sul do país. No mesmo ano, mas na Indonésia, uma baleia com nove metros e meio foi encontrada morta na costa sudeste do país com 5,9 quilos de plástico no estômago.

O problema parece ser mais acentuado nos países do sul da Ásia, onde a utilização de objectos de plástico de uso único é mais comum. Um relatório de 2017 da organização não-governamental Ocean Conservancy dizia que a China, Indonésia, Filipinas, Tailândia e Vietname despejaram mais plástico nos oceanos do que o resto do mundo em conjunto. 

A mesma organização tem alertado o mundo para o impacto da poluição dos ecossistemas marinhos e advertiu que, ao ritmo actual, em 2025, o mar vai conter um quilo de plástico por cada três de pescado.