A Ericeira volta a ser a Ouriceira: há novo festival dos ouriços-do-mar

À 5.ª edição, o evento cresce e, além de juntar 27 restaurantes em volta do ouriço, torna-se um projecto para pensar e debater o mar.

Fotogaleria
DR/CM Mafra
Fotogaleria
DR/CM Mafra
Fotogaleria
DR/CM Mafra
Fotogaleria
DR/CM Mafra

O Festival Internacional do Ouriço-do-Mar volta a pôr o espinhoso animal marinho no centro das atenções na Ericeira. Pelo quinto ano consecutivo, a vila celebra-o com um festival gastronómico que, desta feita, decorre de 29 de Março a 7 de Abril.

O ouriço, que reza a história terá dado nome à terra, continua a ser “o convidado de honra”, informa a organização em comunicado, mas deixa de ser “o rei absoluto”. A ideia é chamar mais especialidades e temas à mesa, num projecto “mais abrangente e mais ambicioso”, designado como Ouriceira Mar, dedicado a debater os “assuntos mais relevantes do momento relacionados com a actividade marítima”. 

Por isso, antes (ou depois) de comer, há muito para pensar e dialogar: no dia 30 (9h/13h), a Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva acolhe um encontro de especialistas em dois painéis, abertos a todos: Literacia dos Oceanos e Literacia Alimentar

Mas há debater e debater, há ir e comer: o evento conta com uma ementa de 27 restaurantes, que irão servir e interpretar, “cada qual à sua maneira”, esta e outras iguarias da Ericeira. E é de aproveitar, já que época do ouriço termina em breve (é de Novembro a Abril). 

PÚBLICO -
Daniel Rocha
PÚBLICO -
Fotogaleria
Daniel Rocha

Além da presença nas ementas, o ouriço, assim como também os seus amigos do mar - digamos, peixe e marisco em geral - vão ser estrelas de momentos de cozinha ao vivo no mercado da Ericeira. Para os momentos de show cooking estão convidados diversos chefes com provas dadas: Pedro Marques (Valle Flôr Pestana Palace), Luís Castelo (Oficina 8), Miguel Bértolo (Chirashi Sushi), Marcos Silva (Pousada de Lisboa), Flávio Silva (Buke), Nuno Bandeira de Lima (Infame) ou Leandro Sisconeto de Mesquita (Comida Livre).