Sérgio Conceição deixa “aviso” a Militão

O FC Porto defronta o Marítimo neste sábado (20h30), no Dragão, para a jornada 26 da I Liga.

Conceição fez, nesta sexta-feira, a antevisão do jogo frente ao Marítimo.
Foto
Conceição fez, nesta sexta-feira, a antevisão do jogo frente ao Marítimo. Reuters/LEON KUEGELER

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, deixou um “aviso” público a Éder Militão, garantindo que o jogador brasileiro, anunciado como reforço do Real Madrid, terá, até ao final da temporada, de trabalhar como os outros. “Militão pode pensar noutras coisas a partir do final da época”, disse, acrescentando: “É uma situação pública e que não vai mudar nada, nem que Militão custasse 500 milhões de euros. Não muda nada (…) quando o Militão não jogar, não joga. Quando jogar a lateral, joga a lateral. Quando jogar a central, joga a central. Quando tiver de ficar na bancada, fica. Mas isso depende zero do Real Madrid, que fique já claro.”

Nesta sexta-feira, na antevisão do jogo frente ao Marítimo, marcado para este sábado, o técnico portista deixou elogios ao adversário: “O Marítimo está a crescer e deu uma demonstração de força no jogo contra o Moreirense [venceu 3-2, depois de estar a perder por 2-0], a equipa sensação da I Liga e que está a realizar um campeonato fantástico. Lembro-me de, após o jogo da primeira volta, dizer que o Marítimo podia lutar pelos sete primeiros lugares, em função da qualidade individual dos seus jogadores.”

Sobre a importância deste jogo na luta pelo título – os “dragões” podem subir, à condição, à liderança do campeonato –, Conceição focou-se no trabalho interno e não no que podem fazer os rivais. “Não precisamos dos outros para ter essa ‘vitamina’. Precisamos de trabalhar da melhor forma, preparar bem os jogos para estarmos prontos para ganhar. A nossa ‘vitamina’ é o trabalho diário. Não vale a pena olharmos para os outros se não fizermos o nosso trabalho. É um chavão do futebol, mas é verdade”, frisou.