Campeonato renhido como o português? Só mesmo na Alemanha

Bayern e Borussia estão empatados no comando da Bundesliga com 57 pontos, à semelhança de Benfica e FC Porto. Em Inglaterra e na Dinamarca, líderes estão separados por apenas um ponto.

Foto
Benfica e FC Porto estão empatados no topo da tabela classificativa LUSA/JOSÉ COELHO

O campeonato português está ao rubro: na corrida pelo título, Benfica e FC Porto seguem empatados na liderança da Liga, com vantagem para os “encarnados” — que venceram ambos os duelos contra os “dragões”. Olhando para a Europa, há uma mão-cheia de campeonatos com muito para ser decidido e o PÚBLICO mostra quatro das Ligas mais equilibradas da Europa em 2018-19. 

Alemanha

Na Bundesliga, tal como acontece no nosso país, os líderes da competição estão empatados na liderança. Bayern Munique e Borussia Dortmund, os principais clubes germânicos, têm 57 pontos. Mas, ao longo desta época, nem sempre o campeonato alemão foi tão renhido. Bem pelo contrário.

PÚBLICO -
Foto
Borussia deixou-se apanhar na liderança do campeonato germânico WOLFGANG RATTAY / REUTERS

No início do mês de Fevereiro, o Borussia era líder isolado da Bundesliga, com seis pontos de avanço sobre os rivais bávaros. Porém, desde o empate caseiro frente ao Eintracht Frankfurt, a formação orientada pelo suíço Lucien Favre soma dois empates e uma derrota. Sete pontos desperdiçados que permitiram aos hexacampeões alimentarem a esperança de um inédito heptacampeonato.

Até nos golos a disputa entre os dois rivais tem sido “taco a taco”: o Bayern soma 62 golos marcados, com 27 sofridos; o Borussia tem 61 golos a favor e 27 contra. Para já, a diferença de golos coloca o Bayern no topo da tabela, mas há clássico em Abril e no primeiro jogo entre as duas equipas o triunfo foi do Borussia, por 1-0. Será, provavelmente, o jogo mais importante da época nas contas do campeonato, caso ambas as equipas mantenham a regularidade até lá.

PÚBLICO -
Foto
Bayern recebe o Borussia no Allianz Arena em Abril MICHAEL DALDER / REUTERS

Inglaterra

Nas terras de Sua Majestade, o campeonato também está muito longe de estar decidido. Liverpool e Manchester City deixaram para trás a concorrência — o Tottenham, terceiro classificado, já está a 11 pontos do segundo lugar — e batalham a dois pelo título da Premier League.

O Liverpool, segundo classificado — e adversário do FC Porto nos quartos-de-final da Liga dos Campeões —​, liderou a Premier League durante 13 jornadas consecutivas. Depois de um início mais forte dos “citizens”, a equipa de Jürgen Klopp conseguiu manter-se sempre por perto, revezando-se no segundo lugar com o Chelsea até à 11.ª jornada. Quando chegaram a líderes do campeonato, os “reds” — apoiados nos golos de Mohamed Salah e Sadio Mané — conseguiram ampliar a vantagem para os seis pontos. Nos últimos seis jogos para o campeonato inglês, a equipa de Liverpool concedeu quatro empates. No total foram oito pontos perdidos e aproveitados pelos “citizens” para ganhar terreno e ultrapassar os rivais.

PÚBLICO -
Foto
Salah soma 17 golos e 7 assistências na Premier League PAUL CHILDS / REUTERS

No oposto do espectro, somando 11 vitórias nos últimos 12 jogos, a formação de Pep Guardiola vive o melhor momento da época e aproveitou da melhor maneira os deslizes do Liverpool para, à 29.ª jornada, reclamar de novo o topo da tabela. Sergio Agüero, com 18 golos e 6 assistências, tem sido o principal motor ofensivo dos “citizens”, que anunciaram na quarta-feira a renovação do internacional português Bernardo Silva.

As duas equipas não se voltarão a encontrar na Premier League, mas, em caso de empate pontual, o Manchester City leva a melhor no confronto directo, depois da vitória por 2-1 no Etihad Stadium, em Janeiro, sobre o Liverpool. 

Dinamarca

Deixando os principais campeonatos europeus, viajamos agora até à Dinamarca, onde Copenhaga e Midtjylland lideram a uma jornada do final da fase regular, separados por apenas um ponto. Nesta Liga nórdica, depois de serem disputadas 26 partidas, o campeonato é divido em dois: a luta pelo título — e vagas europeias — e a fuga à despromoção.

PÚBLICO -
Foto
Jogadores do Midtjylland (de vermelho) procuram dar o primeiro título nacional ao clube Ritzau Scanpix Denmark

Os primeiros seis classificados jogarão entre si: os pontos da fase regular são transportados para a fase final. Ao fim de cinco partidas, quem tiver mais pontos será coroado campeão dinamarquês. O Midtjylland, com 57 pontos, procura o bicampeonato, mas o Copenhaga, com 58, está em melhor posição para voltar a reclamar o título perdido na época passada.

Robert Skov, de 22 anos, é uma das surpresas da equipa. O jovem extremo soma 25 golos em 39 jogos, vários destes decisivos para que o Copenhaga somasse pontos. Skov é, actualmente, o melhor marcador do campeonato e, caso a equipa da capital mantenha a vantagem pontual até ao final, pode ser visto como um dos responsáveis pela conquista do título.

PÚBLICO -
Foto
Robert Skov tem sido a estrela do Copenhaga na presente temporada Ritzau Scanpix Denmark

Polónia

A cinco jogos do fim do campeonato polaco, o Lechia Gdansk tem um ponto de vantagem sobre o Legia Varsóvia. A formação do Lechia, que conta com o defesa português João Nunes e o avançado Flávio Paixão, procura o primeiro campeonato na história do clube, fundado em 1945. 

PÚBLICO -
Foto
Ricardo Sá Pinto é treinador do Legia de Varsóvia LESZEK SZYMANSKI / LUSA

Por sua vez, a equipa da capital procura conquistar o tetracampeonato. Se a vitória final sorrir ao Varsóvia, serão cinco os portugueses a comemorar na Polónia. Cafú, André Martins, Salvador Agra e Iuri Medeiros estão sob o comando de Ricardo Sá Pinto, que se juntou ao Legia no início da temporada