Ricardo Paes Mamede: “Políticas económicas não são apenas questão técnica — depende dos nossos valores”

Esta semana, no podcast Quarenta e Cinco Graus, Ricardo Paes Mamede é o convidado de José Maria Pimentel para conversar sobre economia política.

Ricardo Paes Mamede é professor de Economia Política na Escola de Ciências Sociais e Humanas do ISCTE. É também membro do Conselho Económico e Social, um dos autores do blogue Ladrões de Bicicletas, autor de livros sobre economia - o mais recente dos quais A Economia Como Desporto de Combate - e é, desde há alguns anos, comentador regular na televisão. Não só não evita como assume abertamente transmitir a visão de um “economista de esquerda”. 

A conversa começa com as limitações da ciência económica — desde logo, do currículo que é dado nos cursos da faculdade, mas também da própria investigação que é feita. Ricardo Paes Mamede nota que as verdades em economia, quando as conseguimos encontrar, são sempre específicas a um tempo e espaço (e não gerais) e argumenta que as conclusões da investigação são sempre influenciadas pelos valores de quem investiga, até na escolha dos indicadores que se privilegia quando se avalia uma realidade económica. 

Há ainda tempo para muitos dos debates centrais da Economia Política, como o contexto histórico do keynesianismo, a história do capitalismo, o neoliberalismo (na definição particular do convidado), o papel explicativo da qualidade das instituições (para lá de políticas de esquerda ou direita) sobre a prosperidade económica dos países​ e ainda o caso específico do modelo económico das chamadas sociais-democracias escandinavas, que combinam uma economia capitalista competitiva com um Estado Social forte.

O anfitrião José Maria Pimentel, economista de formação, desafia Ricardo Paes Mamede para algo que considera faltar em Portugal: conclusões de investigação relativamente transversais à orientação política dos investigadores, evitando um debate político que considera ser, muitas vezes, ignorante e simplista. Exemplo disto seria o exercício feito pelo podcast Planet Money, da NPR (rádio pública dos Estados Unidos), que conseguiu identificar cinco grandes medidas de reforma fiscal apoiadas por economistas da esquerda à direita. 

No final do episódio, fala-se ainda das limitações do PIB e de políticas potenciais de crescimento económico em Portugal.

Subscreva o programa Quarenta e Cinco Graus no iTunes, Spotify ou nas aplicações para podcasts. Descubra outros programas em publico.pt/podcasts.​