É possível não estar rendido à noite gloriosa de Cristiano Ronaldo?

Impossível? Não para CR7. O hat-trick "milagroso" do português na Champions está a correr mundo. Jornais e futebolistas não param de elogiar Ronaldo.

Cristiano Ronaldo foi novamente ao "altar" do futebol
Fotogaleria
Cristiano Ronaldo foi novamente ao "altar" do futebol DR
Fotogaleria
Primeira página desta quarta-feira d'O Jogo DR
Fotogaleria
Primeira página desta quarta-feira d'A Bola DR
Fotogaleria
Primeira página desta quarta-feira do Record DR
Fotogaleria
Primeira página desta quarta-feira do jornal Corriere Dello Sport DR
Fotogaleria
Primeira página desta quarta-feira do jornal Tutto Sport DR
Fotogaleria
Primeira página desta quarta-feira do jornal Gazzetta Dello Sport DR
Fotogaleria
Primeira página desta quarta-feira da Marca DR
Fotogaleria
Primeira página desta quarta-feira do AS DR

Um “monstro”, “marciano”, um libertador da “ira dos deuses”. Desde que Cristiano Ronaldo fez o hat-trick que pôs a Juventus nos quartos-de-final da Liga dos Campeões que se acumulam os adjectivos e elogios ao avançado português nas redes sociais e nas páginas dos jornais de todo o mundo.

A edição desta quarta-feira do jornal português A Bola pinta toda a sua capa com uma foto de Cristiano Ronaldo a “voar” para mais um festejo no relvado do estádio da Juventus. Depois de mais um “milagre” que “apareceu na forma de um hat-trick”, “a lenda continua”, expressão utilizada também na primeira página do Record. O Jogo realça a imagem de um dos festejos efusivos do português após o apito final em Turim e destaca que a Champions League é a “liga do campeão” Ronaldo, que igualou na última noite o argentino Lionel Messi: oito hat-tricks na competição e nove apuramentos seguidos para os quartos-de-final.

Nas redes sociais, destaca-se mais uma de muitas dedicatórias da conta da Federação Portuguesa de Futebol: Cristiano Ronaldo é sinónimo de “impossível” e aproveitou mais um momento histórico do jogador para convidar os portugueses a apoiar a selecção nacional que vai assistir ao regresso de Cristiano Ronaldo nos jogos com a Ucrânia e Sérvia na próxima semana, ainda a contar para a fase de qualificação para o Euro 2020.

Lá fora, em Itália, as capas dos principais jornais desportivos reflectem o privilégio de ver Cristiano Ronaldo todas as semanas nos relvados da Serie A e, claro, na Liga dos Campeões. O Tuttosport considera o português um “marciano” e o Corriere Dello Sport um “monstro” que, nas palavras na Gazzetta Dello Sport, libertou a “ira dos deuses”. A informação generalista transalpina também não resiste em elogiar o novo goleador bianconero que “permanece o rei” do futebol (Corriere Della Serra).

No “país da bota” também se deu o exemplo de desportivismo. O Nápoles enviou cumprimentos à Juventus, via Twitter, congratulando o rival pela “excelente prestação” contra o Atlético Madrid.

Espanha não está indiferente ao feito que Cristiano Ronaldo mostrou saber fazer nos últimos anos no Real Madrid. O diário AS dedica a capa ao português, chamando-lhe o “rei da Liga dos Campeões” e refere que o Atlético Madrid não teve arte nem engenho para causar perigo à baliza da Juventus. Horas antes, a mesma publicação publicou no seu site um cartoon com o troféu da Champions na sombra do conhecido festejo de Ronaldo a gritar “Siiii!”. O outro jornal sediado em Madrid, a Marca, também não foge ao tema e faz manchete a Cristiano, que “impôs a sua lei”.

PÚBLICO -
Foto
O cartoon de Ronaldo feito pelo diário espanhol AS DR

Em Inglaterra, o país do Manchester United e da primeira aventura de Cristiano Ronaldo no estrangeiro, algumas personalidades do futebol destacam a qualidade do português. Rio Ferdinand disse no Twitter que o seu antigo companheiro nunca lhe deixou dúvidas pois sabia bem que a Juventus ia dar a volta na eliminatória. Gary Lineker, outro ex-jogador internacional inglês, não se cansou de partilhar os golos de Cristiano Ronaldo e diz que ele é o melhor marcador de golos de cabeça que já viu no futebol.

Já em França, o L’Équipe mostra estar mais atento ao embate do Lyon em Barcelona, esta quarta-feira para os quartos-de-final da Liga dos Campeões, mas dedica o topo da primeira página do seu jornal ao “fenomenal Ronaldo”.

O Brasil foi mais longe, com o Esporte Interactivo a reproduzir um de vários memes vindos da Internet, com a face de Cristiano Ronaldo a substituir a bola do logótipo da Liga dos Campeões. Nos Estados Unidos (onde decorre uma investigação às suspeitas de que Ronaldo terá violado Kathryn Mayorga, um processo que abalou a reputação do craque)​, a CNN mostra-se atenta ao que se passa no futebol e diz que o português, um dos melhores jogadores da sua geração, “não trouxe ilusões” quando assinou pela Juventus e mantém o sonho vivo da vecchia signora na competição europeia.

“Fui contratado para isto”

“Foi para isto que a Juventus me contratou, para ajudar e para fazer o meu trabalho. Estou feliz por uma noite mágica”, disse Cristiano Ronaldo em declarações à UEFA após o final do jogo.

O jogador português de 34 anos comentou que foi “uma noite especial” pelos golos, mas também “pela atitude incrível da equipa, com mentalidade Champions”, depois de um apuramento frente a um rival “muito difícil”.

Depois do desaire por 2-0 em Madrid, Ronaldo, que só tinha um golo na presente edição da Champions, apontou três aos colchoneros, os dois primeiros de cabeça, aos 27 e 48 minutos, e o último de grande penalidade, aos 86.

Cristiano Ronaldo passou a contar 25 golos em 33 jogos frente ao Atlético de Madrid e 124 na Liga dos Campeões, em 159 encontros, reforçando o estatuto de melhor marcador da história da competição.