A primeira Porto Food Week chega com a Primavera e traz cabidela, tascas e rabanadas

Rotas, jantares, conversas à volta da mesa e o fórum gastronómico “Pensar cozinha”. Esta celebração da gastronomia a norte começa a 21 e alonga-se até dia 30.

Foto
A cabidela vai ser um dos pratos em destaque e será preparada por quatro "chefs" Rui Gaudêncio

Depois de três edições em Lisboa, a Porto Food Week tem estreia marcada para 21 de Março, um dia depois da chegada oficial da Primavera. E a abertura é logo em grande, com um jantar onde vai ser homenageado um dos pratos-emblema da tradição portuguesa: a cabidela. O restaurante Oficina, de Marco Gomes, vai abrir-se para receber quatro outros chefs que vão cozinhar cabidelas distintas: Helena Ventura, da Casa Ventura, em Amarante, trata do galo; Ricardo Nogueira, do Mugasa, na Fogueira, Anadia, fica com o leitão; Vítor Adão, do pop-up lisboeta Izakaya Tokkuri, trabalhará o borrego e Rui Martins, do Rib Beef & Wine, o javali. Leonor Sousa Bastos, do blogue Flagrante Delícia, estará encarregada da sobremesa.

PÚBLICO - Gazela
Gazela Nelson Garrido
PÚBLICO - Guedes
Guedes Nelson Garrido
PÚBLICO - Conga
Conga Nelson Garrido
Fotogaleria
Nelson Garrido

Este é só o ponto de partida de dez dias em que a gastronomia estará debaixo dos holofotes no Porto. O programa completo foi apresentado no final da semana passada no restaurante Fava Tonka, em Leça da Palmeira, tendo Paulo Amado, das Edições do Gosto, organizador do evento, sublinhado que o que se pretende é levantar na cidade “a bandeira da boa gastronomia de forma descontraída”.

PÚBLICO - Restaurante Oficina, chefe chef Marco Gomes
Restaurante Oficina, chefe chef Marco Gomes Manuel Roberto
PÚBLICO - Euskalduna, chef Vasco Coelho Santos (2º à direita) e equipa
Euskalduna, chef Vasco Coelho Santos (2º à direita) e equipa Nelson Garrido
Fotogaleria
Manuel Roberto

Assim, para além dos jantares que acontecerão a um ritmo praticamente diário, haverá outros momentos destinados a mostrar o que de bom se faz no Porto no que toca às artes da mesa. É o caso, por exemplo, da Rota das Tascas, que, a 23 de Março, vai levar os participantes (inscrição: 55€) por uma espécie de “foodie paper” que permitirá visitar “algumas das tascas mais antigas e simbólicas da cidade do Porto”. São elas o Gazela (e os seus cachorros), a Casa Guedes (e as suas sandes de pernil), a Nortada, a Conga (e as suas bifanas) e o Xico Queijo.

Volta ao Porto em oito tascas imperdíveis

Para o dia 26 de Março, está marcado para o Euskalduna Studio um “Elogio à Cozinha de Portugal”. O anfitrião Vasco Coelho Santos recebe Arnaldo Azevedo (Vila Foz Hotel) e Pedro Braga, do Mito, para uma homenagem à Cozinha Tradicional Portuguesa, a “bíblia” escrita por Maria de Lourdes Modesto. Os três cozinheiros, promete a organização, “vão colocar no prato uma interpretação das melhores receitas deste livro que se tornou uma referência da gastronomia nacional”. O jantar custa 140€ com harmonização de vinhos.

No capítulo das conversas culinárias, destaque também para a que está marcada para o mesmo dia 26: no Terminal 4450, Mário Rodrigues, do Alive Taste; Ricardo Rodrigues, do restaurante anfitrião; Vasco Mourão, do Grupo Cafeína; Vasco Coelho Santos (Euskalduna e Semea); e Sérgio Cambas, do restaurante Paparico vão reflectir sobre o tema “Ter um restaurante no Porto” e tentar projectar o futuro do panorama gastronómico da cidade.

PÚBLICO -
Foto
Alexandre Silva, Loco Rui Gaudêncio

O fórum gastronómico “Pensar cozinha” está agendado para dia 25. Decorre no Pestana Palácio do Freixo e durante oito horas vai pôr os profissionais a falar de território, geografia, produto, técnica – e do cliente, que é, afinal, quem paga e quem chega a um restaurante com expectativas.

Paulo Amado e Alexandre Silva, do Loco, em Lisboa, vão dar as boas-vindas a convidados tão diferentes como Virgílio Gomes, investigador na área da gastronomia, Rodrigo Castelo, da Taberna Ó Balcão, em Santarém, ou Nuno Diniz, autor do livro Entre Ventos e Fumos. A fechar o fórum, a after party da Confraria da Rabanada, no Mito: João Pupo Lameiras (RO e Bacalhau), Nuno Castro (Fava Tonka e Esquina do Avesso), Pedro Braga (Mito), Rodrigo Castelo, Vasco Coelho Santos e Vítor Adão vão festejar a rabanada, nas suas versões doce e salgada.

À margem do fórum “Pensar cozinha”, serão entregues os Prémios Flavors & Senses: o blogue especializado em gastronomia e viagens anuncia “os melhores para 2019” no sector da restauração do Porto e Norte de Portugal em 18 categorias.

Estes são cozinheiros de mão cheia