Alentejo afirma-se como “destino enoturístico de excelência"

A região mostra a sua garra no turismo de vinhos na BTL, a feira de Turismo de Lisboa que decorre esta semana. Pelo caminho, promove as atracções e a "essência" do Alentejo.

Foto
Monte dos Perdigões, Reguengos de Monsaraz Pedro Cunha

O Alentejo promove-se na 31.ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que decorre de quarta a domingo na FIL - Parque das Nações, com acção promocional a cargo da Rota dos Vinhos do Alentejo, em conjunto com uma dezena de unidades de enoturismo e o apoio da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo.

“O principal objectivo da presença no certame assenta na afirmação do Alentejo enquanto destino enoturístico de excelência”, disse o presidente da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), Francisco Mateus, à Lusa.

Considerando a BTL, a realizar na Feira Internacional de Lisboa, no Parque das Nações, como “o evento mais importante do país na área do turismo”, o mesmo responsável sublinhou que “faz todo o sentido” a presença dos Vinhos do Alentejo.

“É uma oportunidade crucial onde a promoção dos vinhos e a prática do enoturismo vai ao encontro tanto de profissionais da área como de turistas e onde é possível dar a conhecer a essência da região e todas as características que a tornam um dos destinos turísticos mais desejados do país”, salientou.

Os vinhos alentejanos, segundo a CVRA, são vendidos para 115 mercados internacionais, tendo a quantidade exportada “triplicado nos últimos dez anos”. Brasil, Angola, Estados Unidos da América, Suíça e Polónia constituem o “top 5 do ranking” dos países importadores dos vinhos alentejanos.

PÚBLICO - Vinho da Talha na Casa Agricola Alexandre Relvas
Vinho da Talha na Casa Agricola Alexandre Relvas Ricardo Lopes
PÚBLICO - Quinta do Carmo
Quinta do Carmo Adriano Miranda
PÚBLICO - Herdado do Esporão
Herdado do Esporão Nuno Oliveira
Fotogaleria
Ricardo Lopes

Com oito sub-regiões vitivinícolas (Portalegre, Borba, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vidigueira, Moura, Évora e Granja/Amareleja), o Alentejo possui cerca de 22 mil hectares de vinha.