Como se diz food porn em chinês?

Uma curiosa série chinesa no Netflix mostra sabores capazes de surpreender o mais ousado palato ocidental.

<i>A Origem dos Sabores</i> abre sobretudo a porta dos espectadores ocidentais a uma série de experiências culinárias muito específicas e localizadas
Fotogaleria
A Origem dos Sabores abre sobretudo a porta dos espectadores ocidentais a uma série de experiências culinárias muito específicas e localizadas Netflix
<i>A Origem dos Sabores</i> abre sobretudo a porta dos espectadores ocidentais a uma série de experiências culinárias muito específicas e localizadas
Fotogaleria
A Origem dos Sabores abre sobretudo a porta dos espectadores ocidentais a uma série de experiências culinárias muito específicas e localizadas Netflix
<i>A Origem dos Sabores</i> abre sobretudo a porta dos espectadores ocidentais a uma série de experiências culinárias muito específicas e localizadas
Fotogaleria
A Origem dos Sabores abre sobretudo a porta dos espectadores ocidentais a uma série de experiências culinárias muito específicas e localizadas Netflix

Não há dúvidas de que o food porn se tornou num dos mais apetitosos (passe o trocadilho) formatos da televisão não linear, sobretudo desde que a existência de canais exclusivamente dedicados à culinária multiplicaram a produção, divulgação e exibição de programas onde já não se vende apenas uma receita, mas sim uma experiência. E não é de surpreender que o Netflix queira ganhar posição proeminente no género: afinal, com a série de monografias sobre chefs de alta cozinha Chef’s Table, já tem o paradigma do luxo do género (quatro excelentes novos episódios, a despropósito, acabam de se juntar aos 30 já existentes). Pelo meio de uma oferta crescente que inclui óptimas séries como Sal, Gordura, Ácido, Calor, a “experiência” mais radical do canal acaba de entrar no “menu”: A Origem dos Sabores, cujo título relativamente pacífico não explica bem o que se segue.

Isto porque A Origem dos Sabores abre todo um novo itinerário ao food porn. A série é chinesa e foi realizada por Chen Xiaoqing para o serviço online do grupo multimedia Tencent (a origem na rede justifica a curta duração de cada um dos vinte episódios, que ronda os 12 minutos) e dedicada à cozinha da região de Chaoshan, no sudeste da China. Ingredientes tão banais como azeitonas, laranjas ou mexilhões, que existem aqui em variedades locais, ganham toda uma outra dimensão perante as salmoura, fermentação, marinada ou cozedura que lhes são aplicadas (e nos quais um paladar ocidental raramente teria pensado).

Apesar do evidente olho na diáspora global chinesa (e na futura relação com um mercado que pode revelar-se bastante lucrativo), A Origem dos Sabores abre sobretudo a porta dos espectadores ocidentais a uma série de experiências culinárias muito específicas e localizadas, com uma qualidade visual que nada fica a dever a programas ocidentais. Mesmo que numa versão muito idiossincraticamente chinesa, visível até nas algo peculiares traduções…