Fundos europeus: Para a opinião pública “é mais importante gastar o dinheiro do que o gastar bem”

O princípio da adicionalidade exige que os fundos estruturais complementem e não substituam o investimento público do país. Mas será que em Portugal tem sido assim?

Para Rui Nuno Baleiras, que foi secretário de Estado do Desenvolvimento Regional entre 2005 e 2009 e responsável pela programação dos fundos comunitários para o período 2007-2013, em Portugal, confunde-se a utilização dos fundos estruturais com a política de desenvolvimento económico do país. E a pressão da opinião pública para esgotar as verbas de Bruxelas desvia a atenção da qualidade do investimento.

A jornalista Lurdes Ferreira conversou com o professor da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho e agora também coordenador da unidade técnica de apoio orçamental do parlamento sobre o desafio de passar da teoria à prática política.

Ouvimos ainda o eurodeputado Nuno Melo sobre a sua semana de trabalho, na rubrica Eurodeputado da Semana.

Subscreva o programa Poder Público no iTunesSoundCloudSpotify e nas aplicações para podcasts. Descubra outros programas em publico.pt/podcasts.

Este programa teve o apoio do Parlamento Europeu.