Rui Rocha e Isa Moreira criaram a Boa Safra, a editora de design sustentável

Engenheiros de formação, o casal criou uma editora de design sustentável que faz a ponte entre designers, indústria e consumidores.

Fotogaleria
Rui Rocha e Isa Moreira abriram a empresa em 2009
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

À selecção de artigos de mobiliário e decoração que o casal Rui Rocha e Isa Moreira fazem chamam “colheita” ou “safra”. E quando a fazem, tem de ser de “boa qualidade” como uma boa colheita de vinho, diz o engenheiro industrial. Daí a escolha do nome Boa Safra para a editora de design sustentável criada para produzir e vender mobiliário de designers portugueses. 

“Um pouco à semelhança das editoras de livros, também trabalhamos com os autores das peças e adequamos o projecto ao mercado”, explica Rui Rocha, 42 anos, que cresceu numa família de marceneiros, a respirar serrim, rodeado de madeiras. Desde pequeno que aprendeu a fazer peças de mobiliário e chegou a oferecer à mulher, então namorada, um dominó feito por ele. Tornou-se engenheiro industrial e trabalhou nos negócios da família.

A mulher Isa Moreira, 41 anos, habituou-se desde pequena “a cuidar bem das coisas, mas coisas boas que durem e sejam sustentáveis para depois não serem lixo”, sintetiza a engenheira do ambiente. Isa Moreira é acérrima defensora da sustentabilidade e das preocupações ambientais que são uma das bases da marca Boa Safra, que nasceu em 2009. “Também concebemos a marca para fazer uma selecção cuidada do que é o design”, acrescenta o marido. 

Durante três anos, o casal desenhou o projecto e o negócio da marca para fazer a ponte entre as áreas criativas, a indústria e os consumidores. “Esta era uma lacuna que existia em Portugal na altura, apesar de termos uma boa indústria de fabrico de mobiliário”, sustenta Rui Rocha.

PÚBLICO -
Foto

A Boa Safra produz ou manda produzir em fábricas para depois vender os produtos desses designers nas suas lojas, que já vão em três – duas em Lisboa e uma no Porto. A primeira loja online e física, abriu em 2011, em Vila Nova de Gaia, mas fechou entretanto. “Surgiu aí a primeira colheita com uma selecção de artigos como mobiliário, almofadas, artigos de decoração de interiores”, descreve o engenheiro industrial. “Passados todos estes anos, ainda temos muitas peças à venda dessa colheita que era boa”, orgulha-se Isa Moreira. É o caso de uma cama que está na montra da loja do Mercado Bom Sucesso, no Porto, por exemplo.

Todos os anos apresentam novos produtos e já estão a preparar a “próxima colheita”. As peças são de autores portugueses e têm em comum ter um design simples, intemporal, além de serem feitas de madeiras maciças europeias. “Também usamos cortiça e fazemos o acabamento ecológico com ceras e óleos ecológicos”, conta Isa Moreira. 

Em 2016, o casal lançou o projecto My Home, de design de interiores feito à medida dos clientes. Também desenvolveu um serviço de consultoria de organização e arrumação da casa com o lema “menos tralha, mais vida”. Em breve, a marca vai regressar a Vila Nova de Gaia para abrir um showroom, num espaço da família, onde já existe uma horta biológica e onde será possível os clientes entrarem em contacto com a natureza.